Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Rizla Suzuki surpreende com teste secreto na Austrália

Rizla Suzuki surpreende com teste secreto na Austrália

Enquanto a maior parte das equipas de MotoGP estão esta semana na Europa para testar, a Rizla Suzuki surpreendeu tudo e todos ao revelar que levou a cabo um teste secreto em Phillip Island, na Austrália, ao longo dos dois últimos dias.

Enquanto a maior parte das equipas de MotoGP estão esta semana na Europa para testar, a Rizla Suzuki surpreendeu tudo e todos ao revelar que levou a cabo um teste secreto em Phillip Island, na Austrália, ao longo dos dois últimos dias.

Levando a cabo extensivo trabalho no protótipo de 2008 da GSV-R numa pista vazia, Chris Vermeulen e Loris Capirossi efectuaram um total de 400 voltas entre os dois naquele que foi o último teste do ano da formação.

Enquanto os melhores tempos não foram tornados públicos, Vermeulen deixou passar que houve melhorias da sua parte face ao ritmo que apresentou no GMC Grande Prémio da Austrália de 2007, se bem que enfatizou que o cronómetro não era a preocupação neste teste.

"Foi um teste muito positivo para nós e analisámos muitas coisas durante estes dois dias! É difícil avaliar quão bem estamos sem mais pilotos aqui, mas isso também foi positivo, já que fizemos o nosso trabalho sem termos de nos preocupar com outros pilotos ou tempos por volta. Sei que o meu ritmo na nova moto melhorou face à corrida em Outubro passado nesta pista, mas este teste não era sobre isso," disse Vermeulen.

"Viemos aqui para ver o que podíamos fazer para a moto funcionar melhor e demos claramente um grande passo nesse sentido, aprendemos muitas coisas que nos vão ajudar não apenas em Phillip Island, mas também noutras pistas. Só é pena termos sete semanas de paragem pela frente porque queria continuar a trabalhar com a nova moto e garantir que estamos o mais competitivos possível antes do início da próxima época em Março!"

Ainda em fase de adaptação à nova equipa, Loris Capirossi não tem tido grandes dificuldades com a nova montada. O veterano também deixou a Austrália contente com o trabalho levado a cabo e está desejoso por voltar ao trabalho em Janeiro.

"Foi um teste muito bom para mim. Fiz quase 200 voltas, trabalhei muito e encontrámos boa direcção a seguir. Completámos o nosso programa de teste e, apesar de ainda termos algumas coisas a melhorar, agora temos uma ideia clara do que é necessário e estamos sabemos como lá chegar," disse o italiano.

"Estou mesmo a gostar da minha nova equipa e é pena termos agora uma paragem tão grande, mas vou voltar fresco e pronto para mais trabalho no final de Janeiro – não consigo esperar pela primeira corrida com a Suzuki!"

Tags:
MotoGP, 2007

Outras actualizações que o podem interessar ›