Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Toseland e Smith expressão apreciação mutua

Toseland e Smith expressão apreciação mutua

Apesar de separados por dez anos de idade e naturais de cidades diferentes, Sheffield e Oxford, o estreante de MotoGP James Toseland e o piloto de fábrica das 125cc Bradley Smith partilham o mesmo objectivo de brilharem enquanto defendem as cores britânicas.

Apesar de separados por dez anos de idade e naturais de cidades diferentes, Sheffield e Oxford, o estreante de MotoGP James Toseland e o piloto de fábrica das 125cc Bradley Smith partilham o mesmo objectivo de brilharem enquanto defendem as cores britânicas.

Ambos os pilotos trocaram de montadas para a próxima temporada. O duas vezes Campeão de SBK Toseland alinhou nos testes de Sepang e Jerez aos comandos da sua Yamaha M1 800cc, enquanto Smith esteve no traçado espanhol para o primeiro contacto com a Aprilia da Polaris World.

As primeiras impressões de ambos foram positivas e, apesar de apenas se terem cruzado esporadicamente, a verdade é que nutrem grande respeito mútuo que deverá crescer ao longo da época.

"Conheci o James no prémio Personalidade Desportiva da BBC onde ele foi brilhante," disse o Estreante do Ano de 2006 das 125cc quando questionado sobre o compatriota.

"É muito bom ter um piloto britânico no MotoGP e estou certo que ele se vai dar muito bem. Vencer dois títulos de SBK não é fácil e ele sabe o que pode esperar quando se junta a pilotos como Stoner, Pedrosa e Rossi no próximo ano. É importante para todos que ele se dê bem."

Sempre um cavalheiro, Toseland retribuiu os elogios depois de ter apreciado a carreira de Smith nas duas últimas temporadas.

"Tenho acompanhado a carreira do Bradley e parece-me ser um bom rapaz," notou o natural de Yorkshire. "Ele é jovem, tem muito tempo pela frente e deverá subir pelas categorias de 125cc, 250cc e MotoGP. A moto dele para o próximo ano parece ser boa e espero vir a conhecê-lo melhor e observar o seu progresso na época 2008."

Os pilotos têm mais um factor em comum, nomeadamente deixarem de rodar com a Honda. Para Smith a mudança deverá representar mais potência para lutar pelo título das 125cc.

"Estou desejoso por voltar a testar com a Aprilia da Polaris World. A moto é diferente da Honda e é vital fazer o máximo de testes possíveis antes da primeira corrida no Qatar. Parece que vai ser uma temporada fantástica nas 125cc, mas quero ser capaz de lutar pelo pódio."

Tags:
MotoGP, 2008

Outras actualizações que o podem interessar ›