Compra de bilhetes
VideoPass purchase

JiR Team Scot prepara para aumentar ritmo com Dovizioso

JiR Team Scot prepara para aumentar ritmo com Dovizioso

Agradavelmente surpreso pelos primeiros sinais promissores demonstrados pela nova JiR Team Scot, Gianluca Montiron espera que a formação consiga levar a cabo uma mudança na sorte em 2008.

Agradavelmente surpreso pelos primeiros sinais promissores demonstrados pela nova JiR Team Scot, Gianluca Montiron espera que a formação consiga levar a cabo uma mudança na sorte em 2008. Sem o sucesso previsto durante as colaborações com Makoto Tamada e Shinya Nakano, o italiano deixou de parte os habituais pilotos de MotoGP para apoiar a antiga estrela das 250cc e estreante da categoria rainha Andrea Dovizioso.

Os resultados dos primeiros testes com a Honda RC212V mostraram um Dovizioso em rápida transição para as 800cc, algo que Montiron espera ser apenas o ponto de partida do estreante em 2008.

Sinceramente não esperava que o Andrea fosse tão rápido desde o início, mas surpreendeu-nos de forma agradável ao mostrar-se à vontade com a moto e com os pneus, explicou o patrão da equipa ao motogp.com.

A partir de agora o Andrea vai estar mais directamente envolvido com o pessoal técnico; temos de construir a equipa à volta dele e os técnicos podem agora dedicar o tempo a conhecerem o nosso conjunto ao lado dele.

Como em todos os anos, começamos a temporada com grandes expectativas, em particular esta temporada em que fiz muitas mudanças em termos organizacionais. Acredito que temos todos de ser competitivos.

A natureza da moto a ser utilizada no teste de Sepang, na próxima semana, deverá ser uma evolução da usada em Novembro, se bem que o piloto da também equipa satélite LCR Honda, Randy de Puniet, revelou que o motor de 2008 não será usado até ao Teste Oficial de MotoGP em Jerez. Montiron vai deparar-se com cenário similar na JiR Team Scot, isto apesar de estar de olho na competição oferecida pela RC212V e demais máquinas.

Penso que todas as formações satélite da Honda vão usar a mesma janela temporal, por isso não deverá haver diferenças entre o que temos e as outras equipas. Estou curioso em relação às restantes motos no que toca a prestações em Sepang, afirmou. O Andrea e a equipa vão habituar-se à moto depois da paragem de Inverno e vamos tentar encontrar a melhor base possível para a afinação neste primeiro teste.

O aspecto da moto da equipa é outro ponto de interesse, já que a formação satélite ainda está aberta a acordos de patrocínios para juntar aos que já tem para 2008. Uma coisa que vai mesmo mudar, contudo, é o número de Dovizioso, que não poderá usar o seu favorito na categoria rainha.

O Andrea não pode usar o seu número favorito, o 34, e que faz parte de um grupo de números lendários usados pelo antigo Campeão do Mundo Kevin Schwantz, explicou Montiron. Por isso vamos ter de tirar um número e ficar apenas com o 4 (um número que ficou livre com a saída do veterano de MotoGP Alex Barros).

Uma das histórias paralelas mais intrigantes da temporada de 2008 será a continuação da batalha entre Dovizioso e o rival Jorge Lorenzo. O italiano foi considerado candidato ao título nos dois últimos anos nas 250cc, mas ainda não deu mostras de conseguir bater o bi-Campeão do Mundo quando ambos se preparam se estrearem no MotoGP. Enquanto o italiano estará certamente muito motivado com a perspectiva, o seu manager olha ainda mais para a frente.

O Andrea não tem apenas de bater o Lorenzo para ser Campeão do Mundo

Tags:
MotoGP, 2008, Andrea Dovizioso

Outras actualizações que o podem interessar ›