Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Rossi continua em boa forma em Sepang

Rossi continua em boa forma em Sepang

De regresso à sua montada em Sepang esta semana, Valentino Rossi levou a cabo o segundo dia de testes na Malásia terminando no topo da tabela de tempos num dia marcado, uma vez mais, pela muita humidade e elevadas temperaturas.

De regresso à sua montada em Sepang esta semana, Valentino Rossi levou a cabo o segundo dia de testes na Malásia terminando no topo da tabela de tempos num dia marcado, uma vez mais, pela muita humidade e elevadas temperaturas. O italiano pode ter sido mais de um décimo mais lento que o tempo canhão por si assinado no primeiro dia de testes, mas a volta de 2m00,472s foi mais que bastante para o cinco vezes Campeão do Mundo levar a vantagem sobre os outros quatro rivais da categoria rainha também presentes no Sudeste asiático.

Como ontem, o tempo de Rossi de hoje foi melhor que o recorde de 2006 e foi realizado com o Bridgestone de qualificação que tem vindo a desenvolver nos últimos 15 dias. O piloto de 28 anos dedicou as últimas voltas do dia ao trabalho com compostos de qualificação – garantindo o melhor tempo na 69ª volta das 70 que efectuou – e passou grande parte do programa de testes a registar tempos na casa dos 2m01s altos e meio dos 2m02s.

Nicky Hayden também fez uso de compostos de qualificação para garantir o melhor tempo, ficando apenas a quatro décimos de Rossi. O Campeão do Mundo de MotoGP de 2006 conseguiu o tempo de 2m00,900s a meio do dia com os Michelin. "Trick Dady" fez a tirada de qualificação à 36ª, antes de parar o trabalho com a Repsol Honda RC212V durante duas horas e meia. O norte-americano não se revelou afectado pela queda sofrida ao final do dia de ontem, voltando a ser o piloto que mais voltas fez.

Enquanto Hayden foi alternando entre os motores convencional e de válvula pneumática fornecidos pela marca nipónica, esta semana o norte-americano centrou-se mais no primeiro. A equipa deverá contar com um bloco totalmente novo para o Teste Oficial de MotoGP, mas até lá deverá continuar a adaptar novos componentes ao que admite "não ser o futuro."

Com experiência apenas no motor convencional, o piloto satélite da Honda Shinya Nakano voltou a trabalhar em ajustes subtis para conseguir tirar o máximo da sua montada equipada com borrachas Bridgestone. O homem da San Carlo Honda Gresini não efectuou tiradas de qualificação, optando também por não fazer simulações de corrida à semelhança dos outros quatro habituais da grelha de MotoGP.

Apesar do piloto da Fiat Yamaha Jorge Lorenzo ter sido um dos primeiros em pista, os esforços iniciais ficaram-se apenas por uma volta antes de regressar à box. Após longa paragem o trabalho do Campeão do Mundo de 250cc centrou-se no motor de válvula pneumática.

Alex de Angelis, o outro piloto além de Hayden a sofrer queda ontem, levou a cabo o trabalho previsto para ontem. Algo que se deveu à mudança de planos provocada pela queda e pelas condições da pista durante a manhã, e com o circuito a mostrar-se mais limpo e consistente que ontem o piloto de São Marino conseguiu levar a cabo todo o seu programa sem problemas.

Olivier Jacque e Tamaki Serizawa não estão a testar o motor "screamer" da Kawasaki esta semana, se bem que o piloto de testes nipónico fez uma tirada de 22 voltas com novas peças numa sessão em que John Hopkins e Anthony West não estão presentes. A rodarem pelo segundo dia consecutivo pela Yamaha estiveram Yoshihiko Fujiwara e Wataru Yoshikawa.

O segundo teste de Sepang de 2008 termina amanhã.

Teste de Sepang MotoGP
Tempos Dia 2 (Pilotos regulares de MotoGP)

1. V. Rossi Fiat Yamaha 2'00.472 (70)
2. N. Hayden Repsol Honda 2'00.900 (90)
3. S. Nakano San Carlo Honda Gresini 2'02.049 (59)
4. J. Lorenzo Fiat Yamaha 2'02.396 (55)
5. A. De Angelis San Carlo Honda Gresini 2'02.646 (57)

Tags:
MotoGP, 2008

Outras actualizações que o podem interessar ›