Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Lorenzo foi o mais forte no último dia de Sepang

Lorenzo foi o mais forte no último dia de Sepang

Jorge Lorenzo liderou a tabela de tempos composta apenas por quatro pilotos habituais de MotoGP neste último dia de testes em Sepang depois de ter assinado o segundo melhor registo dos três dias de trabalho no Sudeste asiático.

Jorge Lorenzo liderou a tabela de tempos composta apenas por quatro pilotos habituais de MotoGP neste último dia de testes em Sepang depois de ter assinado o segundo melhor registo dos três dias de trabalho no Sudeste asiático.

O espanhol parou o cronómetro em 2m00,705s na última hora de acção no circuito malaio fazendo uso de compostos de qualificação da Michelin na sua Yamaha M1, o que o fez terminar a segunda visita a Sepang como o melhor entre os homens da marca gaulesa de borrachas. Com Nicky Hayden a rumar a casa mais cedo depois de ter completado todo o trabalho ontem, e com os pilotos de testes Yoshihiko Fujiwara e Wataru Yoshikawa a trabalharem com a Bridgestone na box dividida da Yamaha, Lorenzo foi o único em pista a usar pneus Michelin neste último dia de trabalho.

Contudo, nem tudo foram boas notícias para Lorenzo. O piloto não conseguiu completar a simulação de corrida agendada e regressou à box ao cabo de cinco voltas. A ida para a pista às 10 horas deu ao Campeão do Mundo de 250cc deu-lhe a oportunidade de efectuar, no total, mais 23 voltas que qualquer outro dos pilotos presentes.

O companheiro de equipa Valentino Rossi também foi incapaz de efectuar a simulação de corrida, já que a bandeira vermelha foi mostrada devido a problema de combustível na Kawasaki de Olivier Jacque precisamente na altura em que o italiano fazia a tirada. Rossi estava no final da simulação de corrida aquando do incidente, pelo que terá conseguido, ainda assim, recolher os dados necessários para a sua causa.

A dupla da San Carlo Honda Gresini Shinya Nakano e Alex de Angelis concluíram o trabalho com presenças curtas em pista, ambos a efectuarem menos de 25 voltas aos comandos das suas Honda RC212V. A formação satélite espera ter o novo motor à disposição para o teste de Jerez dentro de nove dias, tendo centrado o trabalho desta semana em novas peças e nos compostos Bridgestone.

Olivier Jacque e Tamaki Serizawa não trabalharam com o motor "screamer" apresentado no último teste de Sepang, dedicando as suas atenções à continuação do desenvolvimento de novos componentes da fábrica nipónica.

O próximo teste para os pilotos de MotoGP terá lugar aquando da visita oficial ao circuito de Jerez, no Sul de Espanha, onde a acção da categoria rainha terá lugar de 16 a 18 de Fevereiro.

Teste de MotoGP Sepang
Tempos Dia 3

1. J. Lorenzo Fiat Yamaha 2'00.705 (46)
2. V. Rossi Fiat Yamaha 2'01.190 3. S. Nakano San Carlo Honda Gresini 2'02.135 (23)
4. A. De Angelis San Carlo Honda Gresini 2'02.194 (20)

Tags:
MotoGP, 2008

Outras actualizações que o podem interessar ›