Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Bridgestone: "De momento não temos grande vantagem"

Bridgestone: 'De momento não temos grande vantagem'

Com apenas um evento oficial disputado em 2008, a guerra de pneus de MotoGP entre a Bridgestone e a Michelin parece estar já quente. Depois das conversas sobre controlo de pneus e mudanças de alinhamentos de pilotos, a luta pela supremacia entre os fabricantes de borrachas já cresce, com as várias forças a serem mostradas em Jerez no Teste Oficial de MotoGP.

Com apenas um evento oficial disputado em 2008, a guerra de pneus de MotoGP entre a Bridgestone e a Michelin parece estar já quente. Depois das conversas sobre controlo de pneus e mudanças de alinhamentos de pilotos, a luta pela supremacia entre os fabricantes de borrachas já cresce, com as várias forças a serem mostradas em Jerez no Teste Oficial de MotoGP.

Enquanto a Michelin dominou as tabelas de tempos no seco, a chegada da chuva na sessão de domingo do Prémio BMW M deu a vantagem à Bridgestone com as borrachas de chuva. A marca japonesa conseguiu a dobradinha com Casey Stoner e Valentino Rossi.

"O domingo foi uma boa oportunidade para testar os pneus de chuva e a dobradinha na sessão de qualificação foi boa para nós porque nunca tínhamos conseguido uma "pole position" na competição," comentou Hiroshi Yamada, da Bridgestone, depois da conclusão do teste.

"Infelizmente perdemos totalmente um dia devido ao tempo. Testámos muitos pneus de corrida e qualificação; agora temos alguns dados daqui e temos de desenvolver mais a partir daqui."

"Por isso, descobrimos que os pneus de chuva funcionam bem, mas também que os nossos rivais estão a trabalhar muito. De momento não creio que tenhamos grande vantagem."

Tags:
MotoGP, 2008

Outras actualizações que o podem interessar ›