Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Suzuki usa teste do Qatar para mais desenvolvimentos da GSV-R

Suzuki usa teste do Qatar para mais desenvolvimentos da GSV-R

O Teste Oficial de MotoGP será principalmente dedicado à adaptação à competição à noite e às sensações de correr sob iluminação artificial, mas para a Rizla Suzuki a visita ao traçado do Médio Oriente representa mais uma importante oportunidade para a formação preparar a GSV-R para a temporada que se aproxima.

O Teste Oficial de MotoGP será principalmente dedicado à adaptação à competição à noite e às sensações de correr sob iluminação artificial, mas para a Rizla Suzuki a visita ao traçado do Médio Oriente representa mais uma importante oportunidade para a formação preparar a GSV-R para a temporada que se aproxima.

Com um contratempo em Jerez há menos de duas semanas, devido à presença da chuva na pista espanhola e também por alguns cronos pouco habituais nas tabelas de tempos para Chris Vermeulen e Loris Capirossi, a equipa necessita de dar significativo passo em frente.

"Ainda temos muito para fazer neste teste já que estamos à procura da melhor afinação para a moto deste ano. Não conseguimos o tempo de pista seca que queríamos no último ensaio em Jerez, por isso agora precisamos de dois bons dias no Qatar para tirarmos o melhor da moto," diz Vermeulen, que espera melhorar os seus tempos em Losail depois de duas sessões de qualificação onde ficou fora dos dez primeiros.

"É muito excitante rodar com uma moto à noite, mas isso também nos apresenta problemas extras que teremos de ultrapassar, tais como onde colocar as luzes na moto e mantermo-nos acordados!", brinca o australiano.

Um piloto que não teve tais problemas nas tabelas de tempos no Qatar é o companheiro de equipa de Vermeulen, Loris Capirossi. O italiano já esteve na primeira linha da grelha por duas vezes no Qatar com a Ducati e também já avaliou várias fases do desenvolvimento do sistema de iluminação do traçado de Losail.

"Testei no Qatar com uma Suzuki GSX-R no ano passado sob as luzes e a pista estava muito boa. Estava muito iluminada, quase como se fosse de dia, podia mesmo usar o visor escuro!", nota o veterano, que é o único piloto presente no teste desta semana a ter estado nas duas avaliações da Comissão de Segurança de Pilotos, na primeira em 2006 e na mais recente em Novembro.

"Vai ser uma coisa nova para todos e estou mesmo desejoso por rodar lá com a minha GSV-R à noite. Ainda temos muitas coisas para testar e espero que sejamos capazes de cumprir todo o programa para estarmos prontos para a primeira corrida. Vai ser muito estranho rodar à noite e trabalhar até à meia-noite, vai ser como fazer uma corrida de 24 horas."

Tags:
MotoGP, 2008, Rizla Suzuki MotoGP

Outras actualizações que o podem interessar ›