Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Hopkins: Rodar à noite é um pouco mais fácil

Hopkins: Rodar à noite é um pouco mais fácil

Sempre pronto para novos desafios, John Hopkins, da Kawasaki, não se mostrou perturbado pela nova experiência de rodar à noite em Losail. O anglo-americano, em muito melhor forma que no anterior Teste Oficial de MotoGP em Jerez, levou a cabo o processo de adaptação e proferiu palavras positivas em relação ao cenário único deste teste dos pilotos da categoria rainha.

Sempre pronto para novos desafios, John Hopkins, da Kawasaki, não se mostrou perturbado pela nova experiência de rodar à noite em Losail. O anglo-americano, em muito melhor forma que no anterior Teste Oficial de MotoGP em Jerez, levou a cabo o processo de adaptação e proferiu palavras positivas em relação ao cenário único deste teste dos pilotos da categoria rainha.

É fixe! É claro que as coisas são diferentes, mas diverti-me muito a rodar, disse Hopkins depois da sessão de testes na qual terminou em sétimo na tabela de tempos com um registo de 1m56,614s.

Temos de lidar com algumas sombras, quando entramos numa curva pensamos que temos alguém logo atrás, mas habituamo-nos a isso. Na verdade (rodar à noite) torna as coisas um pouco mais fáceis porque não vemos mais nada a não ser a pista.

Tal como fez na corrida do ano passado no Qatar, Hopkins não estava totalmente recuperado da lesão. O novo homem da Kawasaki tem andando um pouco ferido, tanto em termos figurados, como na realidade e tudo devido à lesão no abdutor contraída em Phillip Island no mês passado, mas não tem tido tempo para levar as coisas na calma.

Ainda estou um pouco dorido, mas melhor, notou o quarto classificado do ano passado no MotoGP. Conseguimos fazer todo o teste, cinco a seis horas de pilotagem, e temos de lá estar a fazer os tempos.

Tags:
MotoGP, 2008, John Hopkins, Kawasaki Racing Team

Outras actualizações que o podem interessar ›