Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Lorenzo fecha histórico teste nocturno de MotoGP no topo

Lorenzo fecha histórico teste nocturno de MotoGP no topo

O segundo e último dia do histórico teste nocturno de MotoGP disputado no Circuito Internacional de Losail terminou com Jorge Lorenzo, da Fiat Yamaha, na primeira posição da tabela de tempos, cortesia de um crono de 1m54,522s conseguido na última das 73 voltas que efectuou ao longo das sete horas de ensaios.

O segundo e último dia do histórico teste nocturno de MotoGP disputado no Circuito Internacional de Losail terminou com Jorge Lorenzo, da Fiat Yamaha, na primeira posição da tabela de tempos, cortesia de um crono de 1m54,522s conseguido na última das 73 voltas que efectuou ao longo das sete horas de ensaios.

A meio da sessão foi James Toseland quem deteve o melhor registo durante período sustentado, mas o Campeão do Mundo de 250cc Lorenzo retirou quatro centésimos ao crono do inglês a minutos do final do teste, um resultado que lhe dá aumento de confiança e relativa vantagem sobre os rivais numa altura em que falta praticamente uma semana para o início da época nesta mesma pista.

Depois de ter sido o segundo mais lesto na quinta-feira à noite com pneus de corrida no traçado do deserto, Lorenzo continuou o bom trabalho com a sua volta rápida, ficando a quase meio segundo do recorde da pole. Isto depois de ter levado a cabo excelente simulação de corrida com uma série de voltas na casa do segundo 56, ficando mesmo muito próximo do ritmo vencedor de Casey Stoner na corrida de 2007.

Apesar de Lorenzo insistir que a sua temporada de estreia no MotoGP é essencialmente de aprendizagem, a prestação apresentada no último teste de Inverno significa que vai para a ronda de abertura da época, o Commercialbank Grande Prémio do Qatar do próximo fim-de-semana, com a confiança de um forte resultado.

Da mesma forma, o britânico Toseland também fez bons progressos durante a preparação para a sua muito esperada estreia no MotoGP. Com bem sucedido teste a componentes da suspensão, o piloto trabalhou ainda com vários pneus e, é claro, levou a cabo a adaptação à pilotagem nocturna neste inédito teste de Losail. E, depois de ter falhado a primeira posição da tabela de tempos por meros centésimos, o piloto da Tech 3 Yamaha também deve estar muito excitado com a primeira jornada do ano.

Também com bom ritmo para o terceiro posto, e apenas a 0,318s de Lorenzo, ficou o gaulês Randy de Puniet que tem sido um dos pilotos a apresentar prestações mais fortes ao longo do Inverno, e dá mesmo mostras de estar a gostar do conjunto Honda/Michelin que tem ao dispor na sua nova equipa LCR Honda.

O texano companheiro de equipa de Toseland, Colin Edwards, foi o quarto mais lesto, enquanto o Campeão do Mundo da Ducati Marlboro Casey Stoner completou a lista dos cinco primeiros. O australiano de 22 anos saiu ileso de uma queda na curva 2 por volta das 22h30, hora local. Após impressionante pré época, o Campeão do Mundo em título é claramente o favorito ao ceptro e completou apenas 31 voltas antes de dar por terminado o trabalho.

Também dentro do Top 10 ficaram Andrea Dovizioso (JiR Team Scot), Nicky Hayden (Repsol Honda), Chris Vermeulen (Rizla Suzuki), Alex de Angelis (San Carlo Honda Gresini) e o cinco vezes Campeão do Mundo Valentino Rossi que foi 1,7s mais lento que o seu companheiro de equipa na Fiat Yamaha, Jorge Lorenzo.

A sessão foi interrompida por breves momentos com bandeira vermelha por volta das 21h30, hora local, devido aos destroços que ficaram em pista na sequência da queda de Loris Capirossi, da Rizla Suzuki, na curva 7. Mas felizmente o veterano italiano saiu ileso do incidente e assim que a acção foi reatada voltou aos comandos da sua moto para terminar em 11º.

Além destas quedas dos antigos companheiros de equipa Stoner e Capirossi, registaram-se ainda, perto do final da sessão, os acidentes de Marco Melandri, da Ducati Marlboro, Shinya Nakano, da San Carlo Honda Gresini, e Sylvain Guintoli, do Alice Team, todos eles devidos à descida da temperatura para os 13º. A moto de Guintoli ficou bastante danificada e o braço direito do piloto parecia estar lesionado, mas os médicos presentes no local não demoraram a dissipar os receios de lesão.

Na verdade, foi mesmo essa tardia quebra nas temperaturas, e não qualquer eventual falta de visibilidade, que levou aos acidentes, pelo que as equipas e fornecedores de pneus, Bridgestone e Michelin, vão tentar garantir que tal situação na se repete no Commercialbank Grande Prémio do Qatar dentro de uma semana.

Teste Nocturno de MotoGP, Qatar, Fevereiro 2008– Dia 2 – melhores tempos:
1. J. LORENZO, FIAT YAMAHA, 1'54.552 / 73
2. J. TOSELAND, TECH3 YAMAHA, 1'54.592 / 52
3. R. DE PUNIET, LCR HONDA MotoGP, 1'54.973 / 91
4. C. EDWARDS, TECH3 YAMAHA, 1'55.464 / 50
5. C. STONER, DUCATI MARLBORO, 1'55.485 / 31
6. A. DOVIZIOSO, JiR TEAM SCOT, 1'55.550 / 68
7. N. HAYDEN, REPSOL HONDA TEAM, 1'55.674 / 94
8. C. VERMEULEN, RIZLA SUZUKI, 1'56.119 / 73
9. A. DE ANGELIS, SAN CARLO HONDA GRESINI, 1'56.249 / 60
10. V. ROSSI, FIAT YAMAHA, 1'56.256 / 83
11. L. CAPIROSSI, RIZLA SUZUKI, 1'56.450 / 64
12. J. HOPKINS, KAWASAKI RACING, 1'56.612 / 55
13. D. PEDROSA, REPSOL HONDA TEAM, 1'56.704 / 75
14. S. NAKANO, SAN CARLO HONDA GRESINI, 1'56.792 / 71
15. M. MELANDRI, DUCATI MARLBORO, 1'56.902 / 63
16. T. ELIAS, ALICE TEAM, 1'56.986 / 69
17. S. GUINTOLI, ALICE TEAM, 1'57.055 / 55
18. A. WEST, KAWASAKI RACING, 1'57.459 / 67

Recorde de corrida: C. STONER, 1.56.528 (2007)
Recorde de qualificação: V. ROSSI, 1.55.002 (2007)
Teste Oficial de MotoGP Dia 1: C. STONER, 1.55.330
Nota: hora local é GMT+3

Tags:
MotoGP, 2008

Outras actualizações que o podem interessar ›