Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Gadea vence primeiro GP nocturno de 125cc

Gadea vence primeiro GP nocturno de 125cc

Sérgio Gadea tornou-se no primeiro vencedor da história de um Grande Prémio nocturno ao levar a melhor nas 125cc, batendo Joán Olivé e Stefan Bradl num excitante início de temporada. O piloto da Bancaja Aspar ultrapassou as dores da lesão no ombro para assinar memorável vitória na sua 70ª corrida na categoria.

Sérgio Gadea tornou-se no primeiro vencedor da história de um Grande Prémio nocturno ao levar a melhor nas 125cc, batendo Joán Olivé e Stefan Bradl num excitante início de temporada. O piloto da Bancaja Aspar ultrapassou as dores da lesão no ombro para assinar memorável vitória na sua 70ª corrida na categoria.

A corrida foi de cortar a respiração, com vários pilotos a lutarem pelo triunfo. Nas últimas voltas assistiu-se às desistências de Raffaele de Rosa (Onde 2000 KTM) e do Campeão do Mundo Gabor Talmacsi; o primeiro em consequência de colisão com Olivé, enquanto o último foi batido por problemas mecânicos.

Gadea e Olivé garantiram as posições no pódio com alguma tranquilidade depois de um derradeiro aumento de ritmo para aumentarem a vantagem sobre os rivais, com a luta pela última posição do pódio a revelar-se muito emocionante. Stefan Bradl (Grizzly Gas Kiefer) foi o vencedor surpresa deste particular, batendo Mike di Meglio (Ajo Motorsport) e o estreante da Blusens Aprilia Scott Redding nos metros finais para assinar o primeiro pódio da carreira.

Danny Webb, da DeGraaf Grand Prix, juntou-se ao compatriota Redding nos seis primeiros, à frente de Simone Corsi, Pol Espargaro, Efren Vazquez e Nico Terol.

Com sorte contrastante à de Gadea, que certamente não esperava vencer a partir da segunda linha da grelha depois das quedas do fim-de-semana, Bradley Smith, da Polaris World, foi assolado pelo mesmo tipo de azar que marcou a temporada passada da equipa Aprilia, então com Mattia Pasini. Depois de liderar os treinos livres e qualificações, Smith teve problema mecânico no warm-up que se voltou a repetir na segunda volta da corrida.

Robert Muresan, Tomoyoshi Koyama e Dino Lombardi foram os outros pilotos a desistir.

Tags:
125cc, 2008, Commercialbank GRAND PRIX OF QATAR, RAC

Outras actualizações que o podem interessar ›