Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Pasini espera imitar campeões estreantes de 250cc

Pasini espera imitar campeões estreantes de 250cc

Depois de ter assegurado a vitória na estreia nas 250cc ao serviço da Polaris World, Mattia Pasini juntou-se a um clube de elite ao triunfar na primeira corrida nas quarto de litro, um feito conseguido também por Manuel Poggiali e Dani Pedrosa, ambos a sagrarem-se, depois, Campeões do Mundo nas suas temporadas de estreia nas quarto de litro.

Depois de ter assegurado a vitória na estreia nas 250cc ao serviço da Polaris World, Mattia Pasini juntou-se a um clube de elite ao triunfar na primeira corrida nas quarto de litro, um feito conseguido também por Manuel Poggiali e Dani Pedrosa, ambos a sagrarem-se, depois, Campeões do Mundo nas suas temporadas de estreia nas quarto de litro.

Manuel Poggiali chegou à classe em 2003, depois de dois anos bem sucedidos nas 125cc em que foi Campeão em 2001 e vice na época seguinte. Na estreia nas 250cc, o piloto de São Marino somou o máximo de pontos no GP do Japão de 2003, em Suzuka, a primeira de quatro vitórias e dez pódios que lhe valeram o ceptro.

Em 2004 Poggiali não foi bem sucedido na defesa do título, com o jovem espanhol Pedrosa a levar de vendia a categoria. Pedrosa começou o ano com a vitória na África do Sul e dominou o Campeonato do Mundo com sete triunfos e apenas três resultados fora do pódio.

Com apenas uma corrida disputada, Pasini tem tudo para copiar tais feitos, mas o mais importante é, talvez, o facto de parecer ter posto um ponto final à temporada de azares que teve no ano passado nas 125cc.

"Foi um fim-de-semana perfeito," disse Pasini depois de ganhar no Qatar. "A moto estava competitiva até ao final da corrida, se bem que ainda lutei um pouco em algumas alturas. Via que o meu ritmo era bom e que estava a melhorar ao longo da corrida, o que me deu ainda mais confiança."

"A moto permitiu-me rodar como queria, mas foi apenas a primeira corrida, por isso vou ter de continuar calmo e concentrado, especialmente tendo em conta todo o azar do ano passado."

O italiano também revelou que as suas primeiras impressões da Aprilia numa corrida são mais favoráveis que as que tinha em relação à moto de 2007: "Sinto-me mais confortável com a 250cc do que com a 125cc, como é maior penso que é melhor para mim. Este Inverno trabalhei muito, que mais posso dizer? Foi perfeito e não penso em mais nada a não ser a próxima corrida. Só quero continuar a melhorar e adaptar-me à categoria."

Tags:
250cc, 2008, Commercialbank GRAND PRIX OF QATAR, Mattia Pasini, Polaris World, Polaris World

Outras actualizações que o podem interessar ›