Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Kawasaki com sortes distintas na terceira jornada

Kawasaki com sortes distintas na terceira jornada

Os resultados contrastantes por parte dos dois pilotos da Kawasaki no bwin.com Grande Prémio de Portugal foram visíveis por todos e enquanto John Hopkins estava muito contente com o resultado nos cinco primeiros, o companheiro de equipa do anglo-americano e o Director de Competição Michael Bortholemy estão a olhar para todas formas possíveis para melhorar o último posto de Anthony West.

Os resultados contrastantes por parte dos dois pilotos da Kawasaki no bwin.com Grande Prémio de Portugal foram visíveis por todos e enquanto John Hopkins estava muito contente com o resultado nos cinco primeiros, o companheiro de equipa do anglo-americano e o Director de Competição Michael Bortholemy estão a olhar para todas formas possíveis para melhorar o último posto de Anthony West.

Quase totalmente recuperado da dolorosa lesão na virilha, Hopkins assinou o melhor resultado do ano no Estoril graças a algum árduo trabalho e algumas quedas, enquanto West cruzou a meta em 16º e está no final da tabela classificativa com apenas três pontos – os conquistados em Jerez com a 13ª posição.

Focando-se primeiro no sucesso de Hopkins, Bartholemy comentou: `Estou muito contente com o fim-de-semana de forma geral. O Estoril não tem sido uma das nossas pistas favoritas nos últimos anos, por isso terminar em quinto aqui mostra que a moto tem potencial, que o piloto tem potencial e que fizemos bom trabalho. Disse que ficaríamos contentes se terminássemos em sexto, por isso estou contente com o resultado.´

`Temos quatro ou cinco pistas pela frente onde sabemos que a moto é boa. O John Hopkins é um dos melhores pilotos do mundo, por isso queremos chegar aos pódios o mais depressa possível. É por isso que estamos aqui.´

Em contraste, o patrão da Kawasaki disse de West: `Temos de nos sentar juntos e falar para tentarmos encontrar soluções para ele. Penso que ele se está a pressionar um pouco demais para conseguir resultados agora. Ele deu-se bem no ano passado e creio que ainda é o mesmo piloto, mas temos apenas de o ajudar e dar-lhe mais confiança.´

Hopkins tinha mensagem semelhante para o companheiro de equipa: `Falo com ele várias vezes e vou ajudá-lo sempre que for possível para tentar que ele melhore o máximo. Temos estilos de pilotagem diferentes, mas vou fazer tudo o que posso para que ele melhore a situação em que está e sei que ele vai dar o seu melhor para me auxiliar a melhorar a moto.´

`Temos apenas de continuar a trabalhar junto e ele vai encontrar o caminho. Estou certo que ele vai ganhar posições num futuro próximo.´

Por seu turno, West comentou: `Ser último é muito mau e não estou nada contente com a posição que ocupo neste momento, por isso temos de fazer alguma coisa em relação ao assunto. Espero recuperar o ritmo que tinha no ano passado.´

`Em 2007 fui mais rápido aqui que neste ano, por isso é mesmo desapontante. Temos de olhar para a moto para quando formos para a China estarmos confiantes quanto ao que funciona. Por isso vamos ver o que acontece quando lá chegarmos. Não creio que importa muito o local onde corremos com os problemas que temos neste momento. É muito mau ser último, por isso temos de trabalhar muito na moto.´

Tags:
MotoGP, 2008, Anthony West, Kawasaki Racing Team

Outras actualizações que o podem interessar ›