Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Okada vai rodar com motor de válvula pneumática da Honda em Mugello

Okada vai rodar com motor de válvula pneumática da Honda em Mugello

A participação de Tadayuki Okada como wild card em Mugelo foi confirmada como a estreia do motor de válvula pneumática da Honda, com o veterano a ter a tarefa de colocar o novo bloco da RC212V a nível competitivo.

Sete anos, 121 corridas e duas mudanças de cilindrada depois da seu último GP, Tadayuki Okada vai voltar a vestir o fato e rodar com a Repsol Honda no Grande Prémio de Itália Alice. O nipónico vai ser o primeiro wild card da Honda na era das 800cc.

O regresso de Okada à Repsol Honda tem como principal objectivo fazer a estreia competitiva do motor de válvula pneumática da RC212V, com o piloto de 41 anos a ter já efectuado extenso programa de testes no Japão. O veterano vai regressar à pista em Mugello pela primeira vez desde 2000, estreando-se nas 800cc.

`O meu último Grande Prémio foi em Phillip Island, em 2000, por isso já lá vão mais de sete anos desde que fiz a última corrida!´ nota Okada, que nessa altura levou a cabo a sua última temporada nas 500cc.

`Estou mesmo desejoso por Mugello; a longa recta deve ser favorável à minha moto e ao motor de válvula pneumática, que está finalmente pronto para correr.´

O bloco foi alvo de muita especulação e mudança de direcção, com o desenvolvimento a ser prejudicado pela lesão de Dani Pedrosa durante um teste em Janeiro. O trabalho no motor foi deixado a cargo do companheiro de equipa Nicky Hayden e, depois de muitas deliberações e marcação de novas datas, a primeira corrida vai agora finalmente ter lugar, mas não com os pilotos oficiais.

Enquanto o resultado em Itália não estará totalmente centrado na participação de Okada, o veterano conta ainda com respeitável história em Mugello, como ele próprio recorda.

`Conseguiu alguns bons resultados nas 500cc. Terminei no pódio em 1999, mas em 1998 lutei pela liderança com o Mick Doohan quando sofri forte queda e partir um pulso. Sei que a pista é muito técnica, com traiçoeiras direitas e esquerdas.´

A corrida deste fim-de-semana deverá ser a única participação de Okada no Mundial, se bem que o motor de válvula pneumática poderá vir a marcar presença em mais provas dependendo dos resultados apresentados em Mugello.

Foto: Tochu

Tags:
MotoGP, 2008, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›