Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Final positivo para o último teste da Ducati com Gibernau, em Mugello

Final positivo para o último teste da Ducati com Gibernau, em Mugello

Outra sessão de três dias de testes em Mugello terminou positivamente para Sete Gibernau, com o piloto a atingir os 800km na pista.

O antigo piloto da Ducati, Sete Gibernau, esteve mais três dias a fazer testes bem sucedidos com a marca italiana debaixo de sol quente, no seu principal local de testes em Mugello.

Gibernau passou tempo tanto na moto Desmosedici GP8 como na GP9, à medida que se continuava a ambientar à categoria de 800cc, depois de um intervalo de mais de um ano e meio longe das máquinas de MotoGP.

O piloto de Barcelona fez várias corridas de quatro e cinco voltas, demonstrando uma boa forma física, apesar das difíceis condições climáticas, com as temperaturas de mais de 30°C e as temperaturas de pista a excederem os 50°C. Apesar disso o piloto espanhol manteve um excelente ritmo, com tempos por volta consistentes, na casa da 1:51 baixa.

Não tendo feito testes nas qualificações, Gibernau estabeleceu um melhor tempo de 1:50.5 em cima de uma GP8 com pneus de corrida, apenas umas décimas abaixo do record deste ano, estabelecido por Casey Stoner.

`Quero agradecer não só à Ducati mas também aos rapazes por me terem apoiado aqui´, disse Gibernau na Quinta-feira. `Alguns deles trabalharam comigo em 2006 e foi excelente reunirmo-nos outra vez. Diverti-me imenso hoje e tive uma experiência completamente nova como piloto. Quanto mais rápido se vai, mais óbvio se torna que esta moto exige um esforço físico e mental realmente grande, mas quando se consegue controlá-la bem, a satisfação é única. ´

`Espero que o meu trabalho tenha tido algum uso para o Filippo Preziosi, para ajudar a compreender as diferenças entre a GP8 e a GP9´, continuou. `São duas máquinas com características típicas da Ducati e a GP9, apesar de nova, tem um grande potencial.´

`Primeiro que tudo quero cumprimentar o Sete e agradecer-lhe pelo excelente trabalho que ele tem feito aqui esta semana´, afirmou Preziosi. `É sempre um prazer trabalhar com um piloto experiente como o Sete e a sua contribuição vai sem dúvida ajudar-nos. Os seus comentários são muito parecidos com os do Casey e do Vittoriano (Guareschi) e isso confirma que estamos a ir na direcção certa. Vamos conversar com ele sobre eventuais oportunidades de ele trabalhar connosco, em pista com as nossas motos. Ele demonstrou que é capaz de correr muito depressa.´

`Espero que este resultado também encoraje o Marco (Melandri) e o Toni (Elias). Nos últimos meses temos trabalhado arduamente para melhorara GP8 mas penso que posso agora dizer que está a um bom nível e esperamos que também eles possam tirar o máximo partido da máquina nas próximas corridas. ´

Tags:
MotoGP, 2008, Ducati Marlboro Team

Outras actualizações que o podem interessar ›