Compra de bilhetes
VideoPass purchase

MotoGP regressa a Laguna Seca para o Red Bull GP dos Estados Unidos

MotoGP regressa a Laguna Seca para o Red Bull GP dos Estados Unidos

A próxima ronda do Campeonato do Mundo de MotoGP tem lugar nos Estados Unidos este fim-de-semana.

Na última corrida de MotoGP antes da tradicional paragem de Verão, o Campeonato do Mundo ruma aos Estados Unidos para o Red Bull Grande Prémio dos E.U.A. a 20 de Julho. Pela quarta vez desde que o Mundial regressou a solo norte-americano, os concorrentes da categoria rainha vão atacar a Mazda Raceway Laguna Seca em busca da vitória sob o sol californiano.

Valentino Rossi é o actual líder do Campeonato do Mundo e tem provas a dar na 11ª jornada. Laguna Seca é uma das apenas três pistas do calendário em que o cinco vezes Campeão do Mundo de MotoGP nunca venceu e nos últimos três anos ficou fora do pódio nos Estados Unidos. O orgulho do italiano está em jogo e quer ir de férias com vantagem na classificação geral, além de estar desejoso por mostrar aos fãs norte-americanos porque motivo é visto como futura Lenda do MotoGP.

Rossi soma mais 16 pontos que o rival mais próximo na classificação, Dani Pedrosa, com o piloto da Fiat Yamaha a ter recuperado a liderança na Alemanha graças ao segundo posto que averbou. A condição física do homem da Repsol Honda para a corrida é algo de desconhecido neste momento; Pedrosa lesionou-se no dedo e tornozelo na sua mais recente queda e chega a Laguna Seca vindo de Barcelona, onde foi visto pelo Dr. Xavier Mir.

Enquanto isso, Casey Stoner pode ser apenas terceiro na classificação, mas é claramente o homem do momento no MotoGP. O Campeão do Mundo está numa sequência de quatro poles e três vitórias consecutivas em pouco mais de um mês e tem dominado a classe aos comandos da sua Ducati Desmosedici GP8. Num sinal para os que querem quebrar o bom momento de forma de Stoner, cabe lembrar que o australiano fez a mesma combinação de pole e vitória em Laguna Seca no ano passado – iniciando similar sequência de triunfos depois da paragem de Verão de 2007.

Quarto no Campeonato está o estreante de MotoGP que nunca correu em Laguna Seca, Jorge Lorenzo. O Campeão do Mundo de 250cc esteve presente no traçado no ano passado para fazer os comentários para a TVE, já que o facto das categorias mais baixas não correrem na Califórnia significa que estava livre para outro tipo de actividade. O piloto da Fiat Yamaha está a recuperar confiança depois de uma série de lesões e está desejoso por voltar à boa forma apresentada no início do ano, se bem que sem o pormenor das fracturas e contusões que surgiram em paralelo.

O `Texas Tornado´, Colin Edwards, é o melhor classificado entre os pilotos que vão correr em casa, desta vez ao serviço da Tech3 Yamaha. Ele foi segundo em Laguna Seca em 2005 e esta época já apresentou algumas boas prestações aos comandos da M1 satélite. Edwards é um dos apenas dois pilotos de MotoGP com experiência na pista obtida nos campeonatos AMA, além das três visitas do Campeonato do Mundo.

Andrea Dovizioso é outro estreante a marcar presença na pista pela primeira vez, se bem que o piloto do JiR Scot não parece ficar afectado por qualquer desafio que lhe seja colocado à frente neste ano de estreia. Ele é sexto na classificação, à frente de um piloto que sempre se deu bem em Laguna Seca, tanto nas SBK, como no MotoGP, Chris Vermeulen. O piloto da Rizla Suzuki foi segundo na corrida de 2007, confirmando o potencial mostrado na pista no ano em que se estreou e foi o único piloto a conseguir aproximar-se do compatriota Stoner quando este se isolou.

O vencedor de 2005 e 2006 Nicky Hayden está mais abaixo do que quereria na classificação, sendo actualmente oitavo a caminho da corrida caseira. O `Kentucky Kid´ trouxe o MotoGP de novo para o centro das atenções nos Estados Unidos com a conquista do Campeonato do Mundo em 2006, mas teve difícil regresso a Laguna Seca, quando John Hopkins colidiu com ele na primeira volta.

James Toseland – que somou pódios nas SBK em Laguna Seca – está actualmente em nono no Mundial, à frente de Shinya Nakano por mero ponto.

O Red Bull Grande Prémio dos Estados Unidos vai contar com mais dois pilotos além dos habituais de MotoGP. Ben Spies tem garantida a primeira de duas participações como wild card em casa enquanto tenta baralhar o pelotão da categoria rainha. O Campeão em título do AMA Superbike vai fazer a segunda corrida no MotoGP depois de ter alinhado no lugar de Loris Capirossi em Donington, pela Rizla Suzuki, correndo agora com uma terceira Ninja GSV-R a 20 de Julho.

O segundo concorrente proveniente do AMA é o naturalizado anglo-americano Jamie Hacking, que foi confirmado como substituto do lesionado John Hopkins na Kawasaki. O piloto de 37 anos viu os seus esforços com a Kawasaki nos Estados Unidos serem premiados com esta oportunidade na `Equipa Verde´.

A Mazda Raceway Laguna Seca recebeu Grandes Prémios de 1988 a 1994, mas os avanços no MotoGP fez com que fosse necessário deixar a pista até que esta fosse adaptada e modificada para ir ao encontro das exigências actuais.

Desde Dezembro de 2004 o circuito foi alvo de grandes modificações, as primeiras para aumentarem a segurança da pista. A primeira fase de modernização incluiu um pit lane mais extenso, a substituição dos correctores e o alargamento da recta da meta, enquanto as alterações mais recentes envolveram o afastamento dos muros para criação de escapatórias maiores. As principais características da pista são, contudo, as mesmas, com 3,58 km e 1 curvas. As temperaturas da pista costumam ser muito altas e em 2007 o traçado recebeu novo asfalto para receber a prova deste próximo domingo.

O Red Bull Grande Prémio dos Estados Unidos tem lugar a 20 de Julho, com os treinos a começarem na sexta-feira anterior.

Tags:
MotoGP, 2008, RED BULL U.S. GRAND PRIX

Outras actualizações que o podem interessar ›