Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Michelin planeia projecto de regresso depois de erros de Laguna Seca

Michelin planeia projecto de regresso depois de erros de Laguna Seca

Admitindo ter sido demasiadamente conservadora com a escolha de pneus para o Red Bull Grande Prémio dos Estados Unidos, a Michelin planeia agora extensivo programa de testes e desenvolvimento para a segunda metade da época.

A Michelin pagou o preço por ter tentado adivinhar as condições do Red Bull Grande Prémio do Estados Unidos no domingo passado, admitindo que cometeram grandes erros com a borracha enviada para Laguna Seca tendo por base as elevadas temperaturas de 2007. O fabricante francês acabou por levar as mãos à cabeça depois de ter concedido mais um pódio completo à Bridgestone e está agora a gizar um intensivo programa de trabalho a executar durante o Verão para conseguir recuperar terreno.

`O início das nossas dificuldades este fim-de-semana foram os problemas que tivemos no ano passado, quando a pista estava mais agressiva e as temperaturas eram mais altas que o esperado, o que nos deu problemas de desgaste,´ diz Jean-Philippe Weber, director do departamento de competição em duas rodas da Michelin, explicando a estratégia usada para a viagem a Laguna Seca.

`Este ano a pista estava muito menos agressiva. As temperaturas da pista também estavam mais baixas que no ano passado, mas na verdade não estava assim tão mau porque na sexta-feira chegámos a ter 40ºC. Baseados na situação do ano passado acabámos por ser conservadores, com construções muito duras e compostos que apresentaram uma prestação reduzida. Os nossos pilotos tiveram um fornecimento limitado de pneus que podia usar para a corrida, por isso tiveram que trabalhar com os duros nos treinos. Foi mesmo um fim-de-semana difícil porque a nossa abordagem foi muito conservadora.´

`A partir de agora temos de partilhar mais a nossa estratégia de pneus e distribuição com as equipas. Por exemplo, o Colin Edwards tinha pedido alguns frontais para esta corrida que já tinha usado este ano em pistas menos exigentes. Ele podia ter usado esses pneus aqui, por isso ele estava certo... é claro que não estamos contentes com os tempos por volta dos nossos pilotos aqui porque não lhes demos aderência suficiente.´

O processo de recuperação de Laguna Seca já foi traçado por Frederic Henry-Biabaud, o director de competição da Michelin, com testes e mais colaboração a estarem no topo da agenda.

`Não queríamos o mesmo problema (que em 2007) desta vez, por isso recomendámos um caminho muito conservador às nossas equipas. Foi um erro com o qual aprendemos. Assim, nas próximas três semanas vamos trabalhar em duas direcções. Primeiro, vamos organizar testes em várias pistas. Segundo, vamos continuar a desenvolver algumas novas soluções que já temos em desenvolvimento e que vamos recomendar às nossas equipas para as próximas corridas, representando uma direcção mais ambiciosa,´ disse o gaulês.

`Também vamos evoluir a forma como recomendamos soluções de pneus às nossas equipas porque desta forma podemos oferecer melhor prestação. A temporada ainda está longe do final e estamos desejosos pelas próximas sete corridas depois de já termos tido algumas provas muito positivas este ano.´

Tags:
MotoGP, 2008

Outras actualizações que o podem interessar ›