Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Bautista reflecte sobre grande corrida e explica decisão de ficar nas 250cc

Bautista reflecte sobre grande corrida e explica decisão de ficar nas 250cc

Depois de fazer mais um dos seus fenomenais regressos no fim-de-semana passado em Misano, Álvaro Bautista soma agora três vitórias em 2008 e até tem possibilidades de chegar ao título.

A luta das 250cc no Grande Prémio Cinzano de São Marino e da Riviera de Rimini deu origem a uma das mais emocionantes corridas da categoria nos últimos tempos e terminou com Álvaro Bautista a recordar aos demais rivais que pode ainda ter uma palavra a dizer na luta pelo ceptro das quarto de litro.

Partindo de 11º da grelha, o piloto da Mapfre Aspar lutou ao longo do pelotão numa corrida marcada por vários incidentes, garantindo a terceira vitória da época e colocando-se a 27 pontos do líder da classificação Marco Simoncelli – numa altura em que faltam disputar cinco provas.

`Penso que foi uma das batalhas mais duras da minha carreira,´ admitiu Bautista, reflectindo sobre a vitória de corrida. `Comecei muito atrás e nos treinos e qualificação as coisas não correram bem. Tivemos muitos problemas com a afinação, senti-me desconfortável com a moto e sabia que ia ter uma corrida muito dura.´

Vindo de trás, como o fez na República Checa na ronda anterior em que partiu de 10º para terminar em segundo, Bautista tirou o máximo partido de várias quedas à sua frente e chegou à frente quando a luta entre Hector Barberá e Marco Simoncelli acabou por lhe dar uma oportunidade.

`Vi que estavam todos envolvidos em pequenos duelos e isso deu-me a oportunidade de os apanhar. Enquanto os pilotos lutavam entre si, tentei cheguei à frente e estabeleci o ritmo mais forte de que fui capaz para que, se todos cometessem um erro, fosse capaz de tirar o máximo partido disso. E foi assim que acabou por acontecer, terminei no topo, construi uma vantagem e cruzei a meta com um confortável primeiro posto, por isso estou muito contente.´

Depois de uma excelente sequência de seis pódios consecutivos Bautista está agora mais perto do líder da classificação Marco Simoncelli, em terceiro da geral – a apenas a um ponto do segundo posto de Mika Kallio.

`Estamos num excelente momento nestas últimas corridas, um claro contraste com o início da época. Agora estamos a subir posições e ainda temos cinco corridas pela frente. Vai ser duro, mas pelo menos estamos na luta,´ disse o piloto de 23 anos da Aprilia.

Bautista vai concentrar-se no final da temporada numa altura em que já tem resolvido o contrato para 2009. O talento espanhol vai continuar com a sua actual equipa nas quarto de litro – isto apesar dos rumores que apontavam a subida para o MotoGP no próximo ano.

`A Aspar é uma grande equipa e desde que estou com eles que me sinto em família, o que é crucial. Trabalham todos arduamente e estão sempre muito concentrados. Estou contente com a nossa prestação e esse foi o principal motivo para ficar nas 250cc. Acredito que só tivemos azar no início da época e no próximo ano teremos aprendido de qualquer erro que tenhamos feito. O mais importante, penso, será ter um moto melhor no próximo ano,´ afirmou Bautista.

`Tive ofertas para passar para o MotoGP e para outras equipas de 250cc, mas penso que fizemos a escolha certa. Agora que assinei o contrato posso concentrar-me a 100% no trabalho, podemos trabalhar calmamente e estar prontos para lutar até ao final.´

Tags:
250cc, 2008, Alvaro Bautista

Outras actualizações que o podem interessar ›