Compra de bilhetes
VideoPass purchase

A herança vencedora dos norte-americanos no MotoGP

A herança vencedora dos norte-americanos no MotoGP

Com o MotoGP a preparar-se para a primeira visita de sempre a Indianápolis, o motogp.com recorda o impressionante legado e sucesso dos pilotos norte-americanos no Campeonato do Mundo.

Quando Nicky Hayden rodou com a `Stars and Stripes´ numa volta de celebração no circuito espanhol de Valência, em Outubro de 2006, após ter garantido o seu primeiro ceptro de MotoGP, tornou-se no mais recente capítulo de sucesso por parte de pilotos norte-americanos ao mais alto nível do motociclismo mundial.

Hayden, de Owensboro, Kentucky, tornou-se no sétimo piloto norte-americano a conquistar o Campeonato do Mundo na categoria rainha. Hayden levou a melhor sobre o cinco vezes Campeão do Mundo de MotoGP Valentino Rossi por apenas cinco pontos num dos mais duros duelos da história do campeonato.

Os Estados Unidos são o terceiro país mais bem sucedido ao mais alto nível do Campeonato do Mundo, com os seus pilotos a reclamarem 15 títulos de MotoGP. Apenas os pilotos italianos, com 18, e os ingleses, com 17, somam mais ceptros.

Mas os pilotos norte-americanos ganharam mais Campeonatos do Mundo de MotoGP nos últimos 30 anos do que qualquer outra nacionalidade, com os 15 títulos a surgirem desde 1978. Isto é mais do dobro do total das duas nações que ocupam o segundo posto neste período: Itália e Austrália, com sete cada uma.

Kenny Roberts lançou o início dos pilotos norte-americanos com o primeiro dos seus três ceptros em 1978 – o primeiro título Mundial de 500cc para um norte-americano.

Roberts revalidou o ceptro de 500cc para a Yamaha em 1979 e 1980, batendo o compatriota Randy Mamola em 1980 por 15 pontos. Roberts depois terminou em terceiro, quarto e segundo, respectivamente, de 1981 a 83, antes de se retirar e se tornar director desportivo.

Em 1982, um jovem de 20 anos do Louisiana, Freddie Spencer, tornou-se no mais jovem vencedor de Grandes Prémios de 500cc ao vencer o GP da Bélgica no lendário Spa-Francorchamps.

`Fast Freddie´ levou a cabo um duelo épico com Roberts pelo título de 1983, com ambos a vencerem seis corridas antes de Spencer levar a melhor com a Honda.

O ceptro de Spencer de 1983 deu início a uma impressionante sequência de domínio norte-americano ao mais alto nível do desporto. De 1983 a 93 os pilotos norte-americanos somaram dez em 11 títulos possíveis, com o australiano Wayne Gardner a ser o único a estragar a festa do Tio Sam em 1987.

Eddie Lawson ganhou o primeiro dos seus quatro ceptros – um recorde para um piloto norte-americano – com a Yamaha em 1984, enquanto Mamola terminou em segundo e Spencer foi quarto no final da época.

Spencer regressou ao mais alto do Mundial em 85 com a sua Honda, batendo Lawson por oito pontos. Lawson garantiu o seu segundo título mundial de 500cc em 86 com a Yamaha e repetiu o feito em 88 e 89 com o fabricante nipónico.

Wayne Rainey, incentivado por forte rivalidade com o compatriota Kevin Schwantz, ganhou três Campeonatos do Mundo de 500cc consecutivos de 1990 a 92 com a Yamaha. Foi uma das eras mais competitivas de sempre nos Grandes Prémios, com os norte-americanos Rainey, Schwantz, Mamola e Lawson, bem como as lendas australianas e Campeões do Mundo Wayne Gardner e Mick Doohan, a correrem colados na roda uns dos outros pela supremacia.

Em 1993, Rainey estava a caminho do quarto título consecutivo nas 500cc quando sofreu uma lesão na coluna vertebral em consequência de um acidente no GP de Misano, Itália. Schwantz conquistou o seu único Campeonato do Mundo nesse mesmo ano.

Kenny Roberts Jr. Conquistou a coroa das 500cc em 2000 com a Suzuki. O jovem Roberts levou a melhor sobre o estreante italiano das 500cc que tinha conquistado o ceptro de 250cc no ano anterior, Valentino Rossi – este último a iniciar uma sequência de cinco títulos consecutivos no ano seguinte, de 2001 a 2005.

Em 2003, o companheiro de equipa de Rossi na poderosa Repsol Honda era o estreante Hayden. Mas só em 2005 é que se estreou a ganhar na categoria rainha, em casa, em Laguna Seca.

Contundo, em 2006 Hayden conquistou o seu primeiros Campeonato do Mundo de MotoGP de forma emocionante. O piloto da Repsol Honda não teve temporada fácil apesar das duas vitórias, incluindo a repetição do triunfo em Laguna Seca. Na penúltima corrida do ano no Estoril, o espanhol Dani Pedrosa colidiu com o companheiro de equipa Hayden, eliminando os dois pilotos da corrida, o que fazia parecer que as possibilidades do norte-americano chegar ao título tinham acabado.

Rossi foi segundo nesse dia, ficando com uma vantagem de oito pontos sobre Hayden quando faltava apenas a corrida de Valência. Mas com Hayden a atacar forte muito perto da frente, Rossi, de forma surpreendente, saiu de pista na quinta volta depois de fraca largada. Hayden rodou tranquilamente até ao terceiro posto para garantir o título.

Tags:
MotoGP, 2008, RED BULL INDIANAPOLIS GRAND PRIX

Outras actualizações que o podem interessar ›