Compra de bilhetes
Compra de VideoPass

Hayden fala da partida da Honda e de Pedrosa e da mudança para a Bridgestone

Nicky Hayden, da Repsol Honda, teve muito a dizer na conferência de imprensa de pré evento na quinta-feira no Red Bull Indianápolis Grande Prémio.

Tendo trabalhado tanto para promover o primeiro Red Bull Indianápolis Grande Prémio este ano, com duas demonstrações na famosa pista de Indianápolis, uma em Abril e outra em Maio, Nicky Hayden está determinado em aproveitar a experiência deste fim-de-semana apesar dos problemas que tem tido com a mais recente lesão.

Hayden não roda desde Laguna Seca, em Julho, devido a lesão no calcanhar e ainda necessita de canadianas para andar, mas está excitado por correr em Indiana, muito perto da sua terra natal de Owensboro, no estado vizinho de Kentucky.

Antes da histórica prova de MotoGP Hayden comentou: `Nem parece real. Ontem, quando vinha para aqui de carro desde minha casa, estava a meio caminho daqui, quando normalmente estaria a chegar ao aeroporto para voar para outro sítio qualquer. Na verdade, nunca corri tão perto de casa. É uma grande oportunidade para mim e para o MotoGP.´

Confirmando que vai deixar a Honda no final da actual campanha, Hayden não se esqueceu de tudo o que conseguiu com a sua actual equipa e ficou perto de dizer com quem vai correr no próximo ano, isto apesar de todas as especulações que o ligam à Ducati.

`Sei que vai ser uma grande mudança para mim, e espero que anuncio surja depressa,´ comentou. `Mas ainda temos cinco corridas este ano. São muitas provas. Tenho longa história com a Honda. Tivemos muito boas corridas juntos, ganhámos o Campeonato AMA e, é claro, o Campeonato do Mundo foi a maior. Mas penso que é altura de seguir em frente, tentar algo de novo.´

Enquanto isso, quando questionado sobre a sensacional mudança de Dani Pedrosa a meio da época da Michelin para Bridgestone, Hayden revelou: `É um assunto melindroso. Fiquei muito admirado quando soube. Não me perguntaram nada e soube de tudo por outros. Em Misano disseram-me antes da corrida e nem conseguia acreditar, como todos os outros.´

`Não muda nada para mim,´ acrescentou o Campeão do Mundo de 2006. `Quero dizer, é menos um piloto com pneus Michelin, o que deve custar. Está quase a ser um pneu protótipo agora, já que somos apenas cinco ou seis pilotos a usá-lo.´

`É claro que agora vamos ter uma parede no meio da box, mas para ser franco já havia um pouco isso dantes. Por isso, não muda muito. Creio que estão a fazer um bocado de drama e o MotoGP nunca há um dia monótono!´

Hayden também foi questionado quanto à existência de alguma verdade no rumor que poderá sair da Honda antes do final deste ano, mas negou tal sugestão dizendo: `Não tenho qualquer intensão de não fazer o resto da temporada com a Honda. Isso parece-me de loucos. Isso foi o que algumas pessoas pensaram depois de Misano, mas devo isso à Honda, ir para a pista e correr. Penso que todos sabem disso, pelos os tipos da minha equipa sabem-no. Não vou descansar até ao final da última corrida em Valência. A não ser que me fechem a porta lá, vou até Valência para correr com a moto!´

`Mas há pessoas que talvez nem notassem a minha falta na box se não aparecesse! Mas não, tenho intenção de continuar a correr,´ rematou.

Tags:
MotoGP, 2008, Nicky Hayden, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›