Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Aspar e Kawasaki explicam razões do impasse

Aspar e Kawasaki explicam razões do impasse

Depois de um demorado processo de planeamento e negociação, a esperança de Jorge Martinez Aspar acrescentar uma terceira mota à grelha do MotoGP em 2009 parece ter chegado ao fim.

As negociações entre Jorge Martinez Aspar e a Kawasaki para introduzir uma terceira mota de fábrica da marca japonesa no Campeonato do Mundo de MotoGP parecem ter chegado ao um beco sem saída.

Aspar disse ao motogp.com no sábado, ‘terminámos no ponto em que a Kawasaki insistia para termos um piloto japonês, (Shinya) Nakano, para a mota. Apesar de considerarmos o Nakano um excelente piloto, para nós, com patrocinadores espanhóis, precisávamos de um piloto do nosso país. Esse foi o principal obstáculo. É uma pena, porque estávamos entusiasmados com isso e queríamos mesmo levar por diante este projecto para o MotoGP em 2009. Estamos a tentar entrar no MotoGP desde há dois anos, mas até agora não conseguimos.´

`Vamos continuar a trabalhar para estar no MotoGP em 2010. Esse é o meu principal objectivo, porque nas 125cc e nas 250cc já conseguimos aquilo a que nos tínhamos proposto. Vamos fazer todos os esforços, enquanto equipa e com os nosso patrocinadores para chegar a acordo no final desta temporada com uma das fábricas para 2010.´

Dando a sua versão da situação o director da Kawasaki, Michael Bartholemy, tentou manter o optimismo, não desistindo para já de forma definitiva do projecto.

Ele disse, ‘O patrocinador deles é espanhol e é difícil para eles pagar por um piloto que não é espanhol. Por isso, parece que não temos dinheiro e temos de despender uma grande quantia. Falei directamente com Martinez e dissemos que é uma pena desistir do projecto porque ele tem um bom piloto para 2010 e ainda há muitos pontos positivos. Ele disse que irá fazer o seu melhor, talvez com outro patrocinador. Ainda podemos ter algumas hipóteses, por isso espero que nos próximos dias consigamos arranjar algum dinheiro.´

Entretanto, referindo-se aos planos para as categorias mais baixas, Aspar acrescentou, ‘Em relação a 2009, temos a certeza que vamos ter Bautista outra vez, mas ainda temos de tomar uma decisão sobre o nosso segundo piloto nas 250cc. A decisão final dependerá de termos ou não o elemento húngaro, Gabor Talmacsi. Nas 125cc já estabelecemos contactos com Julian Simon e Bradley Smith e vamos aguardar para saber se vamos correr com uma terceira mota. Estamos a tentar acertar os últimos pormenores e espero ter tudo fechado na próxima semana.´

Tags:
MotoGP, 2008, POLINI MALAYSIAN MOTORCYCLE GRAND PRIX, Kawasaki Racing Team

Outras actualizações que o podem interessar ›