Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Mamola: `O Gibernau pode ser fundamental no sucesso Ducati/Hayden´

Mamola: `O Gibernau pode ser fundamental no sucesso Ducati/Hayden´

A antiga estrela do Campeonato do Mundo Randy Mamola pensa que a chegada de Sete Gibernau à Ducati pode ser fundamental para o sucesso de Nicky Hayden com a marca italiana.

Randy Mamola acredita que Nicky Hayden tem difícil adaptação pela frente neste Inverno com a preparação para a primeira temporada com a Ducati, isto apesar de há muito esperar que o `Kentucky Kid´ faça uma transição tranquila para a nova Desmosedici GP9.

No curto teste pós temporada em Valência Hayden mostrou bons sinais iniciais com positivos tempos por volta, tanto no molhado, como no seco com a sua nova moto, mas Mamola está certo que ainda há longo caminho pela frente para o compatriota norte-americano se habituar à nova maquinaria.

`Muitas pessoas dizem que o seu estilo de pilotagem deve encaixar como uma luva na Ducati porque a moto pode soltar-se muito sob ele,´ afirmou Mamola na sua usual coluna Alpinestars. `Parece que algumas pessoas pensam que ele podia saltar para a moto e ser rápido, mas pessoalmente creio que ele vai ter a oportunidade de fazer algumas coisas. De facto, o primeiro comentário do Nicky quando saiu da moto foi: `O que pagam ao Casey (Stoner) não é suficiente.´ Ele sabe que não fácil e que tem muito trabalho pela frente.´

Um regular do paddock, Mamola sabe algumas coisas sobre a marca italiana, não fosse ele o homem aos comandos da bi-lugar que leva convidados VIP a darem algumas voltas pelos circuitos de Grandes Prémios ao longo do ano: a Ducati MotoGP2, que roda a segundos dos protótipos de 800cc de MotoGP.

`Basicamente, a Desmosedici trabalha ao ser colocada o mais depressa possível com aceleração máxima e deixando a electrónica descansar. Mas isso é mais fácil de dizer, do que fazer e até agora só o Casey é que tem sido capaz de o fazer de forma consistente. A última curva de Valência é o melhor exemplo. Ao longo do fim-de-semana todos viram a forma como o Nicky fez essa esquerda com a Honda, mas na segunda-feira só foi preciso uma volta para vermos que a Ducati não lhe deixa fazer o mesmo porque tem uma amplitude de potência muito mais estreita.´

O antigo piloto do Campeonato do Mundo, que foi vice por quatro vezes nas 500cc, acredita que o trabalho de equipa é chave para a Ducati em 2009 enquanto tenta colocar quatro novos pilotos a rodarem a ritmo semelhante ao do Campeão do Mundo de 2007 Casey Stoner.

Mamola, de 49 anos, reconhece a experiência do regressado herói Sete Gibernau e considera que pode mesmo ser crucial para a fábrica ser competitiva a todos os níveis, acrescentando: `A Ducati tem a responsabilidade de tornar todas as suas motos fáceis de pilotar, caso contrário vão ter quatro pilotos com dificuldades na próxima época, em vez de três. O Niccolo Canepa não conhece quase nenhum circuito e o Mika Kallio também se está a estrear no MotoGP, por isso penso que as opiniões do Sete Gibernau serão muito importantes para que a moto se adapte aos diferentes estilos.´

Terminando com uma nota positiva, Mamola pensa que a harmonia na nova box de Hayden pode ser a rampa de lançamento para o sucesso, concluindo: `O bom para o Nicky é que ele parece estar a dar-se muito bem com o seu novo companheiro de equipa. O Casey e o Nicky são dois tipos muito bons com passados semelhantes e, o mais importante, falam a mesma língua. Literalmente e na forma como abordam as corridas.´

Tags:
MotoGP, 2008, Nicky Hayden, Ducati Marlboro Team

Outras actualizações que o podem interessar ›