Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Brivio: parede mantém-se na Fiat Yamaha, mas competitividade é normal

Brivio: parede mantém-se na Fiat Yamaha, mas competitividade é normal

O chefe de equipa de Rossi explica a decisão de manter a divisão da box em 2009.

A introdução da regra de um só fornecedor de pneus em 2009 não vai trazer consigo o fim da parede que separa a box da Fiat Yamaha, com Valentino Rossi e Jorge Lorenzo a continuarem com equipas distintas nas suas corridas ao título. O responsável do lado de Rossi, Davide Brivio, explicou, durante o Teste Oficial de MotoGP de Jerez na quarta-feira, a decisão de manter a fórmula vencedora.

`Foi algo que introduzimos em 2008 (quando os pilotos rodavam com duas marcas diferentes de pneus) e funcionou bem, por isso vamos continuar assim,´ diz Brivio. `Não é nada de estranho com pilotos como o Valentino Rossi e o Jorge Lorenzo; haverá sempre alguma competitividade.´

`Vimos que esta situação permite a todos trabalhar com mais concentração e com duas equipas diferentes que temos na formação, o piloto sente que tem um grupo a trabalhar só para ele.´

A actual visita a Jerez vê Rossi a usar as versões de 2008 e 2009 da Yamaha M1, e Brivio indica que é a última oportunidade de preparação antes de um programa concentrado com o mais recente protótipo.

`Estamos à procura da especificação mais acertada para a moto de 2009 nestes testes. O objectivo aqui é verificar algumas coisas para trabalharmos no Inverno e verificarmos de novo os acertos em Sepang. Em Janeiro reunimos as últimas especificações, pelo que este será o último teste para recolhermos os últimos dados,´ explica o italiano.

Tags:
MotoGP, 2008, Fiat Yamaha Team

Outras actualizações que o podem interessar ›