Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Ducati não vê problemas com medidas de protecção da vida dos motores

Ducati não vê problemas com medidas de protecção da vida dos motores

O Director Executivo da Ducati Corse está, como outros construtores, a considerar as ideias para redução de custos.

Com as actividades desportivas por todo o mundo a olharem cada vez mais de perto para medidas de redução de custos, os executivos atrás das principais equipas de motociclismo encontraram-se para discutirem as suas próprias ideias para pouparem recursos a longo prazo.

O componente mais caro de uma moto de MotoGP é o motor de 800cc que propulsiona as máquinas até ao sucesso, precisamente o que é colocado sob maior pressão ao longo de um fim-de-semana de Grande Prémio. O Director Executivo da Ducati Corse, Claudio Domenicali foi um dos primeiros a falar no prolongamento da vida útil dos motores, revelando a vontade de ouvir ideias sobre o assunto no mais recente evento da marca, o Wrooom.

`Desde que haja um procedimento igual para todos os construtores não afectará a competitividade,´ disse Domenicali. `Discutimos com outras marcas a implementação de uma janela de tempo para qualquer regulamento de motores.´

`Para aumentarmos a vida do motor teríamos de mudar alguns componentes. Teríamos também de ter algum tempo para desenvolvermos essas mesmas peças.´

Apesar dessas mesmas regras não serem para entrada em vigor de imediato, a Ducati está já a olhar para soluções rápidas para o problema da vida útil dos motores.

`Para 2009 estamos mais a pensar em reduzir o tempo de pista, para conseguirmos alguma redução de custos mesmo com as motos actuais.´

A Ducati apresentou oficialmente a Desmosedici GP9, que conta com novo chassis de fibra de carbono, no Wrooom.

Tags:
MotoGP, 2008, Ducati Marlboro Team

Outras actualizações que o podem interessar ›