Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Vermeulen: “Melhorias de Inverno demonstram trabalho da Suzuki”

Vermeulen: “Melhorias de Inverno demonstram trabalho da Suzuki”

Chris Vermeulen, da Rizla Suzuki, diz que o positivo teste da equipa em Sepang é prova das melhorias que estão a ser feitas na GSV-R, mas insiste que ainda há longo caminho pela frente antes do início da época.

Após inconsistente época para Chris Vermeulen e Loris Capirossi em 2008, a Rizla Suzuki espera encontrar o caminho certo este ano e os sinais iniciais do primeiro teste de pré época de MotoGP em Sepang, no início deste mês, foi claramente positivo.

Vermeulen registou as melhores voltas entre os seis primeiros da tabela de tempos nos três dias de testes no Sudeste Asiático e o seu companheiro de equipa Capirossi foi o mais rápido no primeiro dia.

Os dois pilotos deram à marca nipónica uma lista clara dos objectivos de desenvolvimento ao longo do Inverno e os progressos parecem ter sido significantes. Vermeulen disse ao motogp.com: “Tivemos um teste muito bom em Sepang graças à fábrica da Suzuki e ao árduo trabalho que levaram a cabo ao longo dos meses em que não é permitido testar. Deram-nos muitas peças novas. A área forte da nossa moto continua a ser a entrada nas curvas, o chassis funciona muito bem e deram um passo em frente com a electrónica da moto. Creio que área que ainda precisa de trabalho é a prestação do motor e a forma como a moto coloca a potência no chão.”

O ponto de vista do australiano salienta que, apesar dos claros melhoramentos serem um bom passo, um teste não é suficiente para se ficar muito excitado e é necessário continuar a trabalhar.

“Estamos claramente mais perto dos homens da frente,” afirmou o homem de Queensland. “Mas Sepang tem sido um circuito positivo para a Suzuki no passado, pelo que esperamos o mesmo tipo de resultados quando chegarmos a outros traçados que não nos têm sido muito favoráveis, como é o caso do Qatar.”

“Os melhoramentos mostram o quanto a companhia tem trabalhado,” continuou. “Sei que os tempos estão difíceis em termos financeiros para todos os fabricantes, mas mostra que a Suzuki está muito focado no que quer fazer, que é ganhar corridas no MotoGP e chegar a título.”

Quando questionado sobre a boa forma de alguns dos mais experientes pilotos de MotoGP em Sepang, incluindo Valentino Rossi, Colin Edwards e o seu próprio companheiro de equipa, prestes a iniciar a 20ª temporada nos GPs, Vermeulen respondeu: “O Loris começou nos Grandes Prémios depois do Noé ter terminado de construir a arca!”

Mas o jovem de 26 passou para um registo mais sério ao dizer: “A experiência de todos esses pilotos ajuda as suas respectivas equipas, sem dúvidas, e é muito bom trabalhar com alguém como o Loris. Ele já rodou com muitas motos diferentes, ele sabe quando os circuitos são bons, quando são escorregadios e tudo isso. Estou claramente a aprender com a experiência dele. Com tanta coisa nova, como a regra dos pneus, a experiência ajuda e creio que é por isso que nós, como equipa, a mesma do ano passado, com os mesmo mecânicos e pilotos, fomos rápidos desde o primeiro momento.”

Dando a entender a forma como passou o tempo durante a paragem de Inverno, que coincidiu com o Verão em Brsibane, Vermeulen concluiu: “Juntei o meu Ford Coupé de 1933 À minha colecção aqui na Austrália, trouxe-o de Inglaterra, pelo que agora tenho cinco carros antigos aqui e passei muito tempo com todos eles, a conduzi-los. Além disso, passei tempo na água, tenho um belo veleiro aqui. Velejei sempre que pude, passei tempo na praia, estive com amigos e também andei de moto. É uma vida dura, mas alguém tem de a fazer!”

Tags:
MotoGP, 2009, Chris Vermeulen, Rizla Suzuki MotoGP

Outras actualizações que o podem interessar ›