Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Toseland apostado em recuperar confiança no Qatar

Toseland apostado em recuperar confiança no Qatar

Após a grande queda no primeiro dia de testes da pré época de 2009 na Malásia, há três semanas, James Toseland está desejoso por regressar aos comandos da sua nova Yamaha M1 no Qatar.

A estrela da Tech3 Yamaha James Toseland vai chegar ao Qatar este fim-de-semana com o objectivo de reatar o seu programa de trabalho de pré época após o péssimo teste que teve em Sepang no início deste mês.

O britânico sofreu grande queda no primeiro dia de trabalhos na Malásia, o que resultou em sérias contusões e acabou por afectar os seus índices de concentração durante os restantes dias de testes no Sudeste Asiático – chegando mesmo a não permitir que ficasse a conhecer totalmente as potencialidades da melhorada Yamaha M1 com pneus Bridgestone.

Descrevendo o processo de recuperação desde essa altura o piloto comentou: “Fui para casa e fui visto por médicos e estava tudo bem. Magoei-me um pouco mais que pensava no ombro, pelo que a recuperação foi mais lenta que o inicialmente previsto. Foi uma queda muito grande que afectou os três dias do primeiro teste do ano, o que foi um verdadeiro azar.”

“A única restrição que tive desde o acidente foi o meu programa de treinos com pesos por causa do meu braço,” continuou. “Mas todo o meu trabalho cardiovascular tem sido o mesmo. Parei durante quatro dias quando voltei porque tinha muitas contusões na perna, mas depois voltei ao programa normal.”

Em conversa com o motogp.com no aeroporto de Manchester antes de voar para Doha, capital do Qatar, para o Teste Oficial Nocturno de MotoGP de 1 a 3 de Março no Circuito Internacional de Losail, Toseland disse sobre a moto que tem ao seu dispor: “É claro que o Valentino (Rossi), o Colin (Edwards) e o (Jorge) Lorenzo estiveram todos muito bem no primeiro teste, pelo que sabemos que o conjunto Yamaha/Bridgestone funciona bem de momento.”

Ele continuou: “Foi uma pena termos estragado o nosso primeiro teste com aquela queda. Estou apenas a olhar para o futuro à espera de três bons e consistentes dias de trabalho para recuperar a minha confiança e voltar a rodar com bom ritmo. A pista do Qatar tem sido boa para mim ao longo dos anos, pelo que estou desejoso por ir para uma pista familiar e onde sei que sou bom, pelo que será um momento importante para mim depois de um acidente tão grande.”

Minimizando qualquer “desentendimento” que tenha aparentemente surgido entre ele e o companheiro de equipa Edwards por causa da recente troca de chefe de equipa, Toseland limitou-se a dizer: “O pó vai assentar e temos apenas de continuar com o bom trabalho agora. Ele (Edwards) está contente e eu estou contente por ele se estar a dar bem com o Guy (Coulon).”

Tags:
MotoGP, 2009, James Toseland, Monster Yamaha Tech 3

Outras actualizações que o podem interessar ›