Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Gibernau contente por voltar à acção competitiva

Gibernau contente por voltar à acção competitiva

Terminar em oitavo no Prémio BMW M em Jerez foi um feito significativo para o regressado Sete Gibernau e para a equipa Grupo Francisco Hernando.

Apesar de grandes preocupações quanto ao seu estado físico no Teste Oficial de MotoGP, a viagem ao sul de Espanha foi um sucesso para o veterano Sete Gibernau neste ano de regresso à categoria rainha.

A recorrência de uma antiga lesão no ombro durante uma sessão de treino privada no início do ano fez com que a estrela espanhola falhasse o segundo teste de MotoGP, no Qatar, e antes de Jerez estava preocupado com a forma como poderia rodar no fim-de-semana.

De facto, ao longo das seis horas de treinos livros de sábado Gibernau efectuou menos voltas que todos os outros e terminou o dia em 16º na tabela de tempos. Contudo, fez uso de toda a sua experiência no domingo, efectuando 39 voltas e melhorando o andamento.

Depois de terminar o Prémio BMW M em oitavo, a apenas 0,471s do terceiro classificado Loris Capirossi, Gibernau estava muito contente por voltar a rodar de forma competitiva. O catalão afirmou: "Estou mesmo muito excitado e diverti-me muito. A Ducati tem sido fantástica connosco. Visitámo-los em Itália na semana passada e penso que estão mesmo a fazer um grande trabalho. Começámos do zero e é difícil. Neste momento que estamos a progredir muito."

Estendendo o agradecimento além da Ducati e da sua própria equipa técnica, Gibernau acrescentou: "Quero agradecer ao Grupo Francisco Hernando por todo o apoio dado, já que estão a fazer um excelente trabalho e quero reconhecer o trabalho do Pablo e do Gelete Nieto em particular. São novos nesta experiência e estão a ultrapassar todos os obstáculos que encontram pelo caminho, criando uma verdadeira equipa de MotoGP do nada. No passado consegui colocar toda a minha energia na pilotagem, mas agora estou a fazer muito mais que isso, felizmente, graças à minha experiência sinto que sou capaz de lidar com todos os desafios."

Questionado sobre o que espera da primeira ronda, que tem lugar dentro de menos de duas semanas em Losail, respondeu: "Fisicamente vou lutar um pouco, sei disso. Mas mentalmente, o que conseguimos em Jerez foi muito bom para toda a equipa. Penso que uma vez mais vamos ter de estar muito concentrados no nosso trabalho como equipa e vou ter de prestar muita atenção à minha preparação física para o Qatar. Vamos dar o nosso melhor para conseguirmos o melhor resultado possível. O principal objectivo é conseguirmos continuar a divertir-nos e a trabalhar arduamente."

Tags:
MotoGP, 2009, Sete Gibernau, Grupo Francisco Hernando

Outras actualizações que o podem interessar ›