Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Yamada antevê estreia da Bridgestone como fornecedor único de pneus

Yamada antevê estreia da Bridgestone como fornecedor único de pneus

Na véspera do primeiro Grande Prémio como fornecedor único de pneus a toda a grelha de MotoGP, a Bridgestone está muito motivada para o fim-de-semana no Qatar.

Embarcando nesta época como fornecedor único dos 18 pilotos e 11 equipas da grelha de MotoGP depois da mudança de regulamentos durante o Inverno, o trabalho de preparação da Bridgestone será posto à prova este fim-de-semana com o início do campeonato no deserto do Qatar.

No final do ano passado a marca nipónica já trabalhava com 12 pilotos e sete equipas, levando a cabo campanha muito bem sucedida como fornecedora de pneus do vencedor do título de MotoGP pelo segundo ano consecutivo.

Com responsabilidade acrescida na categoria rainha esta época, o responsável da unidade de motociclismo da Bridgestone Hiroshi Yamaha e a sua equipa de pessoal dedicado abordaram o desafio logístico de 2009 com a forma metódica que lhe é habitual.

O Circuito Internacional de Losail e as luzes artificiais do Commercialbank Grande Prémio do Qatar são um desafio único para a Bridgestone, com as temperaturas da pista a caírem após o pôr do sol e com o vento do deserto a levar areia para o asfalto com frequência – o que dá muito trabalho aos pneus.

Este será o sexto GP no Qatar e o segundo levada a cabo sob o impressionante sistema de iluminação artificial da Musco que foi instalado para a primeira ronda de 2008. A Bridgestone também conta com importantes dados do Teste Nocturno Oficial de MotoGP de 2009 levado a cabo no início de Março e no qual até contaram com a inesperada chuva e condições climatéricas variáveis.

Um dos principais objectivos da Bridgestone este ano foi a produção de borrachas com maior “leque de funcionamento” que sejam competitivas e duráveis em condições variáveis, enquanto o número de pneus por piloto foi também reduzido para esta época.

Yamada antevê o fim-de-semana dizendo: “Agora os testes de pré época estão terminados e estamos muito excitados com a primeira corrida que será a altura para vermos como se vai desenrolar a luta ao longo do ano. O Qatar foi um evento complicado no passado para nós por que toda a corrida requer uma abordagem diferente para lidarmos com as temperaturas baixas da noite e com a areia que vai para a pista, mas o Casey venceu as duas últimas corridas aqui com os nossos pneus, pelo que estamos confiantes na experiência que temos.”

O gerente nipónico continua: “Nas três noites de testes do mês passado deram-nos mais dados valiosos, se bem que esperamos condições um pouco diferentes na corrida, esperamos nós sem vento nocturno forte e sem chuva. Mesmo assim, vamos trazer o mesmo tipo de compostos macios e médios para a corrida, tal como o fizemos para o teste, pelo que todos os pilotos que estiveram presentes no ensaio já têm experiência com estes pneus no circuito de Losail.”

Quanto à esperança de se assistir a corridas ainda mais disputadas no MotoGP em 2009, acrescentou: “Nos testes mais recentes vimos algumas diferenças de tempos entre os primeiros, como no ano passado, mas acredito que teremos de esperar até às primeiras corridas para vermos o quão próxima será a competição. Como continuamos a apoiar todas as equipas e pilotos da mesma forma acredito que teremos corridas mais disputadas este ano. Temos orgulho de sermos os fornecedores exclusivos do campeonato no início de uma nova era do MotoGP e, numa altura em que nos preparamos para levar a cabo a primeira corrida como únicos fornecedores de pneus, queria agradecer a todos pelo apoio que nos deram.”

Tags:
MotoGP, 2009, COMMERCIALBANK GRAND PRIX OF QATAR

Outras actualizações que o podem interessar ›