Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Japão é corrida de “tudo ou nada” para Elías

Japão é corrida de “tudo ou nada” para Elías

O espanhol busca grandes melhorias no GP caseiro da Honda.

Toni Elías está de novo a representar a Honda na corrida caseira da marca, isto depois de um ano aos comandos de maquinaria da italiana Ducati. O espanhol tem uma RC212V de fábrica ao seu dispor para o Polini Grande Prémio do Japão, fazendo com que seja um dos principais representantes do construtor. Infelizmente para o homem da San Carlo Honda Gresini, um dos seus pontos fortes foi temperado durante a pré época e está apostado em resolver o problema antes da corrida de domingo.

“Motegi é um circuito com muitos pontos de travagem fortes e sempre fui bom nas travagens, o que penso ser o motivo dos meus bons resultados nesta pista, mas de momento é uma área com a qual estamos a sentir dificuldades. Por isso, é fundamental resolver esse problema em particular porque a travagem é uma arma de que necessitamos mesmo muito aqui,” enfatiza o homem do pódio de 2007, apostado que está em averbar mais um bom resultado por dois motivos distintos.

“Sempre gostei muito de Motegi e correr aqui a serviço da HRC dá motivação extra para fazermos um bom trabalho. Temos de ser realistas e manter os pés assentes na terra em termos de expectativas porque a situação em que estamos neste momento assim o exige, mas esperamos contar com alguma ajuda e com o facto de ser uma pista de que gosto muito para melhorarmos a prestação do Qatar – é esse o principal objectivo.”

Elías foi 16º no ano passado no Japão, ficando assim fora dos pontos.

Tags:
MotoGP, 2009, COMMERCIALBANK GRAND PRIX OF QATAR, Toni Elias, San Carlo Honda Gresini

Outras actualizações que o podem interessar ›