Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Trio forte da Aspar pronto para enfrentar Le Mans

Trio forte da Aspar pronto para enfrentar Le Mans

Os três pilotos da Bancaja Aspar aspiram ao pódio em França

Depois de um agridoce Grande Prémio bwin.com de Espanha para a Bancaja Aspar, onde o piloto caseiro Julián Simón caiu cedo na corrida e Bradley Smith e Sergio Gadea conseguiram uns memoráveis dois primeiros lugares do pódio, as expectativas da equipa são grandes para a quarta corrida da temporada.

Para o inglês Smith, ter finalmente conseguido a primeira vitória da carreira em Espanha naquele que foi o seu 50º Grande Prémio, a visita a França é uma oportunidade para aumentar as aspirações no campeonato, onde está em segundo lugar – apenas um ponto atrás do líder Andrea Iannone.

“Tive uma semana fantástica depois da vitória em Jerez, deixar tudo assentar, e isso aumenta a confiança para o resto da temporada”, comentou Smith. “Le Mans é um local onde tive bons resultados no passado, foi onde alcancei o meu primeiro pódio quando terminei em terceiro em 2007 e, no ano passado, fui segundo. Sei que não será fácil, mas quero tentar e repetir o resultado de Jerez.”

O piloto de 18 anos de Oxfordshire continuou: “Precisamos trabalhar muito até sexta-feira para começarmos a corrida em boa forma, mas estamos preparados para outra batalha. Le Mans é uma pista relativamente fácil, mas encontrar aqueles décimos de segundo que fazem a diferença é muito difícil.”

Para o seu companheiro de equipa Simón, o Grande Prémio de França representa a oportunidade para reparar o percalço de Espanha e subir do quarto lugar na classificação. O antigo piloto da Honda e da KTM revelou: “Estou pronto para a corrida e quero ultrapassar o que aconteceu em Jerez. Espero que, depois do Qatar, Japão e Jerez, esta seja uma corrida fácil num circuito que gosto muito e onde sempre estive bastante bem. No ano passado, estive na luta pelo pódio e penso que se fizermos as coisas bem na prática podemos estar muito competitivos este fim-de-semana.”

“Pessoalmente, penso que aprendi com a queda em Jerez”, continuou Simón. “Por isso, quero correr de forma mais consistente durante as corridas e quero sair de França com o máximo de pontos possível. Le Mans é uma pista dura para os travões e vou ter que adaptar um pouco o meu estilo de correr.”

Entretanto, depois do regresso ao pódio ao fim de um ano, Gadea está a melhorar o seu estado de espírito, tendo afirmado: “Jerez foi uma corrida magnífica para nós e com um resultado brilhante. Depois de uma exibição daquelas, vamos chegar a França optimistas e a pista de Le Mans sempre foi simpática para mim. Tenho excelentes recordações da pista, foi onde consegui o meu primeiro pódio. Parece que consigo sempre ter a atitude certa e seguir em frente rapidamente neste circuito, por isso, penso que posso lutar pela vitória.”

Tags:
125cc, 2009, GRAND PRIX DE FRANCE

Outras actualizações que o podem interessar ›