Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Tripla da KTM com azar na ronda francesa

Tripla da KTM com azar na ronda francesa

Após ter partido da pole pela primeira vez, Marc Máquez desistiu por queda em Le Mans no domingo e os seus companheiros da KTM Cameron Beaubier e Sturla Faugerhaug também foram vítimas das condições climatéricas.

Na corrida de 125cc de domingo em Le Mans, em que se assistiu a um recorde de quedas, os três representantes da KTM estiveram entre os que não terminaram.

Foi uma prova particularmente azarada para Marc Márquez que, após ter estado no pódio de Jerez e de se ter tornado no mais jovem de sempre a garantir a pole no sábado em França, lutou pelo segundo lugar com o compatriota Joan Olivé na quinta volta, altura em Olivé caiu à frente dele, o que resultou no abandono de ambos.

Após isso o jovem de 16 comentou: “Estava a rodar muito confortável. Tínhamos encontrado uma boa afinação e a minha KTM estava a funcionar muito bem. Foi mesmo azar quando um piloto caiu à minha frente e não o consegui evitar.”

Ele continuou: “A moto ficou pouco danificada. Tentei continuar a correr, mas o guiador estava dobrado e não conseguia rodar de forma confortável. Depois voltei a cair na recta e após isso tive de voltar às boxes. A lado positivo do fim-de-semana foi ter conseguido a minha primeira pole e o facto de estar a rodar com bom ritmo quando caí. Agora estou desejoso pela próxima ronda em Mugello.”

Incluídos da lista dos outros 17 pilotos que não terminaram a corrida molhada estiveram o norte-americano da Red Bull KTM Cameron Beaubier, que sofreu uma factura no pulso esquerdo quando caiu, e o wildcard da KTM Sturla Faugerhaug, um Red Bull MotoGP Rookie, que foi ao tapete duas vezes.

O Director Desportivo Francesco Guidotti disse do estado de Beaubier: “O Cameron tem uma pequena fractura no braço esquerdo, próximo do pulso. Devido à sua ainda tenra idade, parte da fractura é na zona mais mole do osso. Também não me parece que esteja em condições de correr em Mugello, mas temos de esperar um pouco mais para sabermos.”

Entretanto, o wildcard Fagerhaug, começou do final do pelotão em último na sua estreia no Campeonato do Mundo e recuperou terreno antes do seu primeiro acidente. Ele afirmou: “Fiz uma boa partida. Passei vários pilotos e estava a rodar com ritmo estável. Estava a ganhar confiança com a aderência e a tentar apanhar o grupo que tinha à frente em todas as voltas. Depois perdi a traseira.”

“É muito aborrecido porque estava nos 15 primeiros. A moto estava bem, excepto por alguns pequenos problemas, pelo que voltei à corrida, mas depois voltei a cair e foi tudo. Não consegui fazer o que esperava este fim-de-semana, mas o tempo tornou tudo difícil. Espero melhor sorte da próxima vez.”

Tags:
125cc, 2009, GRAND PRIX DE FRANCE

Outras actualizações que o podem interessar ›