Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Vermeulen luta para garantir terceira linha

Vermeulen luta para garantir terceira linha

Chris Vermeulen, da Rizla Suzuki, lutou contra as dores na qualificação em Laguna Seca para garantir uma posição na terceira linha da grelha para o Red Bull Grande Prémio dos Estados Unidos de domingo.

Chris Vermeulen foi outro dos pilotos a ser cuspido da moto este sábado na pista da Califórnia, se bem que ainda na sessão da manhã. O australiano ficou muito dorido do lado esquerdo, mas felizmente sem ossos partidos. Vermeulen mostrou ritmo de corrida consistente ao longo das sessões de sábado e logrou qualificar-se em nono.

Loris Capirossi fez algum progresso no final da qualificação da tarde ao encontrar finalmente uma afinação com a qual se sentiu confortável aos comandos da Suzuki GSV-R. Ele qualificou-se apenas a 0,029s do companheiro de equipa, assinando a décima posição.

Chris Vermeulen – 9º

“Consegui manter-me direito esta tarde durante a hora de qualificação, o que foi a primeira vez este fim-de-semana e os mecânicos também estão muito contentes com isso! Mas primeiro quero agradecer à minha equipa porque trabalharam muito entre as sessões de hoje para ter a moto pronta para esta tarde. Quando fomos para a pista conseguimos uma boa melhoria e demos grandes passos nos tempos por volta. Consegui fazer tempos muito consistentes e penso que podemos fazer o mesmo amanhã na corrida. Ainda temos de encontrar um pouco mais de ritmo para estarmos no topo, mas a frente da moto hoje esteve melhor, se bem que ainda estamos à procura de um pouco mais de aderência traseira. Ainda temos que trabalhar em algumas coisas amanhã de manhã, mas devo estar em boa forma para corrida. Estou algo desapontado por estar na terceira linha da grelha porque sinto que tinha ritmo para estar mais perto da frente. Vai ser importante fazer uma boa partida e chegar cedo ao topo para trabalhar a partir daí.”

Loris Capirossi – 10º

“Penso que tentámos fazer demasiadas coisas nas primeiras duas sessões do fim-de-semana e senti-me mais como piloto de testes porque testei tudo o que tínhamos e nunca encontrámos nada que funcionasse. Depois, esta tarde, voltámos a uma afinação mais tradicional, como a que usámos no passado, e finalmente entrei no ritmo e melhorei a cada volta. Mas ainda não está fantástico e partir de décimo não é muito bom, mas comparado com ontem, e depois desta manhã, é muito melhor. A única coisa é que perdemos duas horas de testes e agora vamos ter dificuldades em progredir no warm-up amanhã de manhã porque as condições ainda estarão algo frias. Mas estou optimista para a corrida porque melhorámos muito e vamos ter de esperar para ver o que pode acontecer amanhã.”

Tags:
MotoGP, 2009, RED BULL U.S. GRAND PRIX, Chris Vermeulen, Rizla Suzuki MotoGP

Outras actualizações que o podem interessar ›