Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Dovizioso explica segunda queda consecutiva

Dovizioso explica segunda queda consecutiva

A segunda desistência consecutiva de Andrea Dovizioso, no domingo em Laguna Seca, viu-o cair de quarto para sexto na classificação geral.

Enquanto o companheiro de equipa Dani Pedrosa regressou à boa forma depois do desastre da Repsol Honda em Assen com uma soberba vitória no Red Bull Grande Prémio dos Estados Unidos e Colin Edwards, da Monster Yamaha Tech3, ganhou mais pontos com o sétimo posto, Andrea Dovizioso perdeu terreno para ambos no campeonato no domingo ao cair na sétima volta.

Dovizioso começou a corrida de forma promissora desde quinto da grelha e estava a rodar forte em quarto nas primeiras voltas. O italiano parecia capaz de lutar pelo pódio, mas num desafortunado incidente tocou nos pinos que separam a saída do pit lane na rápida primeira curva e dobrou a manete da embraiagem.

Apesar de ter conseguido manter o ritmo dos líderes, o seu controlo da RC212V de fábrica ficou afectado e caiu na curva 5 durante a sétima volta, o que o forçou a abandonar pela segunda vez consecutiva.

Após a prova o piloto de 23 anos comentou: “Estávamos em boa forma, tinha entrado num forte ritmo e estou certo que teríamos conseguido bom resultado, por isso estou muito desapontado. Infelizmente cometi um erro e estraguei a minha oportunidade.”

Explicando o que aconteceu em mais detalhe acrescentou: “Durante as primeiras voltas estava atrás do Valentino Rossi e queria ultrapassá-lo e estava muito perto no final da recta. É uma zona cega e estava tão perto que não vi os pinos de plástico que separam a pista do pit lane. Bati nuns quantos e a manete da embraiagem dobrou com o impacto e a partir desse momento fiquei sem travagem de motor suficiente. Foi um erro meu porque abri muito a trajectória para a esquerda, mas depois disso foi difícil rodar e mudar de velocidade como deve ser.”

Ele continuou: “Mesmo assim, tentei manter-me com os líderes. Depois perdi a frente e caí após alguns avisos. Estou muito desapontado porque estamos mais perto do ritmo da frente em todas as corridas e podíamos ter conseguido um bom resultado. Mesmo assim, acredito em mim, na máquina e na equipa e espero mesmo que surja um bom resultado em breve”

Tags:
MotoGP, 2009, RED BULL U.S. GRAND PRIX, Andrea Dovizioso, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›