Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Sortes diferentes para a dupla da Fiat Yamaha

Sortes diferentes para a dupla da Fiat Yamaha

Os candidatos ao título Valentino Rossi e Jorge Lorenzo tiveram prova muito atribulada este domingo em Donington, com Rossi a levar vantagem em termos de campeonato.

Um dia de sortes diferentes para a equipa de fábrica da Yamaha no Grande Prémio de Inglaterra viu Valentino Rossi ser o mais afortunado – o italiano voltou a pegar na moto depois de cair a meio da corrida para terminar em quinto – e aumentar a vantagem no Campeonato do Mundo, isto enquanto o rival e companheiro de equipa Jorge Lorenzo caiu de forma espectacular e ficou fora da prova.

Descrevendo as condições escorregadias e como conseguiu voltar à acção para lutar até garantir o quinto posto na última volta após ultrapassar James Toseland e depois de ter chegado a liderar a corrida, Rossi disse: “Uma vez que o Jorge caiu comecei a rodar para ganhar, como sempre faço. Olhando para trás, talvez devesse ter deixado o Andrea Dovizioso passar-me durante um bocado, mas era difícil avaliar as coisas em condições tão estranhas.”

Rossi continuou: “Rodar à chuva com slicks é sempre arriscado e estava muito escorregadio, as curvas para a esquerda estavam todas molhadas, o que fazia com que o lado esquerdo do pneu ficasse frio e foi por isso que caí. Após isso fizemos uma grande recuperação, optei por continuar com slicks apesar da chuva e o resultado foram 11 pontos, o que é ouro sobre azul para nós porque aumentámos a liderança no campeonato apesar de tudo o que aconteceu aqui e agora vamos de férias com boa vantagem sobre os nossos rivais.”

Enquanto isso, para Lorenzo a segunda desistência do ano foi amarga e surgiu após ter tocado na linha branca na última curva da nona volta. “Fiz uma boa partida e as primeiras voltas correram bem, estava a sentir-me confortável na liderança. Infelizmente na última curva da nona volta cometi um pequeno erro, errei na trajectória e toquei na linha branca e não houve nada que pudesse fazer; estava muito escorregadio. Estava bem e queria continuar, mas a minha moto estava muito danificada.”

“É claro que estou triste e desapontado, mas as corridas são assim e estes sentimos não ajudam, temos apenas de aprender com estes erros e olhar para a frente. O Valentino teve sorte e voltou à prova depois da queda, mas não foi o nosso dia. Vou aproveitar a paragem agora apesar disto e treinar muito para voltar em Brno no pleno da força.”

Tags:
MotoGP, 2009, BRITISH GRAND PRIX, Jorge Lorenzo, Valentino Rossi, Fiat Yamaha Team

Outras actualizações que o podem interessar ›