Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Brivio avalia ano brilhante de Rossi até ao momento

Brivio avalia ano brilhante de Rossi até ao momento

O Director Desportivo da Fiat Yamaha fala do lado da box de Valentino Rossi. Davide Brivio analisa a época de 2009 até ao momento e revela as suas expectativas para as últimas quatro provas do ano.

Davide Brivio não tem dúvidas; Valentino Rossi encontrou este ano um dos mais fortes rivais da carreira na pessoa de Jorge Lorenzo, e Dani Pedrosa e Casey Stoner a apresentam-se como espinhos para o ilustre italiano em cada fim-de-semana de corrida, o que tem dá origem a grande desafio.

Rossi está em grande posição a quatro corridas do final da época, mas mostrou que é falível com quedas em Le Mans e Indianápolis esta temporada e Brivio acredita que a competição vai voltar a ser muito forte na última fase do ano – especialmente com o regresso de Stoner agendado para a próxima jornada no Estoril.

Resumindo o trabalho de Rossi até ao momento em 2009 Brivio disse: “Esta época tem sido muito difícil porque as lutas são duras em todas as corridas. Estamos a liderar com 30 pontos de vantagem de momento, após 13 corridas, pelo que tem sido uma campanha positiva, mas muito difícil porque este há há quatro pilotos que se destacam claramente dos outros. O Valentino, que é pluri-Campeão do Mundo, teve de voltar a começar do zero para lutar contra rivais jovens. Vimos em Misano que ele é capaz de terminar no topo, é muito forte e mostra-se muito motivado quando quer mesmo ganhar.”

Questionado sobre quais os melhores momentos de Rossi ao longo do ano Brivio disse: “A Catalunha foi um grande momento, um dos maiores, foi o início de um grande duelo com o Jorge Lorenzo. Depois disso as corridas foram quase sempre uma luta dura. A Catalunha foi uma grande corrida e o Valentino sobressaiu com uma grande manobra na última curva da última volta. Foi a vitória mais emocionante, mas há muitos outros grandes momentos.”

Antevendo o resto da época acrescentou: “Agora temos apenas quatro corridas pela frente, pelo que estamos a aproximar-nos do final da temporada. Vai ser difícil porque temos uma diferença de 30 pontos que temos de manter, por isso teremos de ser inteligentes. Tentar vencer sempre que possível, como na última corrida em Misano, mas também teremos de saber quando é que o segundo ou terceiro lugar é o bastante.”

Tags:
MotoGP, 2009, Valentino Rossi

Outras actualizações que o podem interessar ›