Compra de bilhetes
VideoPass purchase

A época até ao momento: Dani Pedrosa

A época até ao momento: Dani Pedrosa

Dani Pedrosa, da Repsol Honda, vai para a fase final da época em terceiro da geral depois de temporada inconsistente.

Os preparativos de Dani Pedrosa para o Campeonato do Mundo de MotoGP de 2009 foram fortemente afectados quando caiu forte no teste oficial nocturno de Março, no Qatar, resultados em lesões no joelho e pulso esquerdo, ambas a requerem cirurgia um mês antes da primeira jornada.

Regressando ao Circuito Internacional de Losail longe de estar a 100% em termos físicos para o Commercialbank Grande Prémio do Qatar na segunda semana de Abril, Pedrosa estava numa missão limitada pelas lesões e podia ter terminado melhor que 11º, não fosse um “encontro” com Alex de Angelis, isto depois de se ter qualificado em 14º da grelha.

O catalão voltou à forma no Japão, na segunda jornada, se bem que ainda não a 100%, e levou a sua RC212V ao terceiro posto, isto apesar de ter partido de 11º da grelha.

Aumentando o bom conjunto de resultados em casa, Pedrosa voltou ao pódio na semana seguinte em Jerez, onde manteve a liderança durante 17 voltas apesar de problemas com o joelho esquerdo para terminar em segundo. Mantendo a boa forma na complicada corrida seca e molhada de Le Mans, Pedrosa defendeu-se bem do companheiro de equipa Andrea Dovizioso nos momentos finais para terminar no mais baixo do pódio – o terceiro resultado consecutivo entre os três primeiros.

Contudo, Pedrosa encontrou depois problemas com a queda em Mugello a resultar em danos na anca durante os treinos e na desistência. Ele rodou contra as dores em Barcelona para terminar em sexto e depois voltou a cair no início da prova de Assen. Por esta altura era quinto da geral.

Pedrosa responde várias vezes de forma espectacular à adversidade e foi isso mesmo que fez ao rodar para a primeira vitória em mais de um ano no Red Bull Grande Prémio dos Estados Unidos.

Duas semanas mais tarde, na Alemanha, voltou ao pódio pela quinta vez em 2009, se bem que não conseguiu manter o ritmo da dupla da Fiat Yamaha Valentino Rossi e Jorge Lorenzo que também ficaram bem à frente na tabela de pontos. Pedrosa correu atrás de Stoner pelo terceiro posto nessa corrida, um objectivo que também perseguia no campeonato enquanto a doença afectava o piloto da Ducati.

Apesar de Pedrosa ter ganho pontos a Stoner na última corrida do australiano até ao momento no Grande Prémio da Inglaterra, onde a Ducati escolheu mal os pneus, o homem da Repsol Honda só conseguiu terminar em nono no escorregadio asfalto de Donington, cinco posições à frente de Stoner. A corrida assistiu também à primeira vitória do companheiro de equipa de Pedrosa, Dovizioso, e ao primeiro pódio do ano para Colin Edwards, com ambos a aproximarem-se do espanhol na classificação.

A inconsistência de Pedrosa continuou nas últimas três rondas, com apenas dois bons pódios em Brno e Misano e um desapontante 10º lugar em Indy pelo meio. Pedrosa caiu na 4ª volta em Indianápolis quando liderava a corrida vindo da pole, o que o forçou a regressar à corrida e tentar somar o máximo de pontos possível.

A recente ausência de Stoner permitiu a Pedrosa subir a terceiro da geral, se bem que são apenas sete os pontos entre ambos numa altura em que o australiano volta à acção no Estoril para lutar com o espanhol até ao final do ano.

O último Grande Prémio em Misano viu também Pedrosa renovar o contrato com a Repsol Honda para 2010, o que significa que vai rodar ao lado de Dovizioso na RC212V de fábrica de novo na próxima época.

Tags:
MotoGP, 2009, Dani Pedrosa, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›