Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Bridgestone à altura do desafio de Phillip Island

Bridgestone à altura do desafio de Phillip Island

A Bridgestone reconheceu o desafio de Phillip Island, levando a cabo o desenvolvimento de pneus traseiros especiais para o próximo fim-de-semana.

O único fornecedor de pneus para o MotoGP, a Bridgestone, seleccionou duas novas especificações para os pneus traseiros a serem usados em Phillip Island este fim-de-semana naquela que é a ante-penúltima prova do Campeonato do Mundo e que tem lugar na Austrália.

Considerada por muitos como a mais exigente pista do calendário do MotoGP e reconhecida como a mais rápida, Phillip Island tem apenas um ponto de forte travagem ao longo de todo o seu ondulado perímetro.

Com tais exigências sobre máquinas e pilotos, e com os pneus traseiros a sofrerem o pior tratamento, a Bridgestone leva duas novas especificações de pneus traseiros que já foram reconhecidas como especiais para o evento.

Durabilidade melhorada a temperaturas de funcionamento mais elevadas é um aspecto chave do novo desenho e vão ser usadas variações exclusivas em Phillip Island dos compostos entre duros e extra duros usados na Alemanha esta época.

“O principal desafio técnico para este Grande Prémio é a introdução de duas novas especificações que desenvolvemos para o pneu traseiro,” disse o responsável do departamento de Desenvolvimento de Pneus para Motos, Tohru Ubukata.

“Estas duas novas especificações foram avaliadas num teste pós corrida de dois dias na Catalunha, mas foi depois da corrida de Sachsenring que tomámos a decisão de as usar na Austrália. Phillip Island é ainda mais severa em termos de temperatura dos pneus.”

“Fizemos uso da nossa anterior experiência de corridas em Phillip Island e analisámos cuidadosamente a prestação dos nossos pneus em Sachsenring e decidimos usar estas novas especificações. De facto, decidimos isto antes do início da época, uma vez que já sabíamos o quão exigente é o traçado de Phillip Island em relação aos pneus, especialmente no que toca aos traseiros.”

Casey Stoner garantiu a primeira vitória da Bridgestone em Phillip Island em 2007 a caminho do ceptro e desde o primeiro triunfo do fabricante de borrachas no MotoGP, em 2004 no Rio pelas mãos de Makoto Tamada, conquistaram já quase 50 vitórias na categoria rainha.

“Vamos celebrar a nossa 50ª vitória na Austrália, por isso o Grande Prémio vai marcar uma ocasião importante na herança da Bridgestone Corporation,” disse o responsável do Departamento de Desportos Motorizados da Bridgestone, Hiroshi Yamada. “Estamos perto do final da época e a luta pelo Campeonato do Mundo ainda está acesa, pelo que espero mais uma corrida excitante para assinalar este nosso marco.”

Tags:
MotoGP, 2009, Iveco AUSTRALIAN GRAND PRIX

Outras actualizações que o podem interessar ›