Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Lorenzo consciente da necessidade de melhorar

Lorenzo consciente da necessidade de melhorar

Jorge Lorenzo acredita que pode melhorar a combinação dos problemas de aderência traseira e de fraqueza física após a decepcionante prestação na primeira sessão de treinos livres em Phillip Island.

O sexto lugar na primeira sessão de livres e uma queda tardia tornou o início do Iveco Grande Prémio da Austrália algo difícil para Jorge Lorenzo, mas o piloto da Fiat Yamaha está optimista e acredita que pode melhor antes da qualificação de sábado.

Tendo dominado no Estoril, Lorenzo terminou a mais de um segundo do companheiro de equipa e rival na corrida ao título Rossi, escorregando na curva 4 nos últimos minutos da sessão de sexta-feira.

Lorenzo está agora concentrado em melhorias durante a noite na sua condição física e na da sua moto para combater a falta de competitividade e manter a pressão no líder da classificação.

“Houve muita coisa que correu mal,” disse Lorenzo. “Viemos para aqui depois da vitória em Portugal, mas na primeira sessão tivemos problemas, especialmente no pneu traseiro que escorregava e patinava muito. Penso que não estou a 100% porque ontem à noite comi algo que não me fez muito bem. Por isso agora sinto-me muito mal e cansado. Espero estar melhor amanhã. Vou tentar melhorar a aderência traseira. Se conseguirmos melhorar isto, e se conseguir melhorar a minha condição física, podemos estar mais perto da primeira posição.”

“A única estratégia que temos é tentar vencer todas as corridas e sermos agressivos, mas ao mesmo tempo temos de ser inteligentes porque não quero cair.”

Com as notícias que o Director Desportivo de Lorenzo, Daniele Romagnoli, vai abandonar a sua posição para se concentrar em outras tarefas dentro da equipa na próxima época, o piloto admitiu que vai demorar a adaptar-se à mudança.

“Quando mudamos pessoas na equipa há sempre um período de ajustamento,” disse Lorenzo. “No próximo ano, no início, vou sentir falta do Daniele, mas decidimos parar de trabalhar com ele. É duro porque gosto muito dele e ele faz um grande trabalho.”

Tags:
MotoGP, 2009, Iveco AUSTRALIAN GRAND PRIX, Jorge Lorenzo, Fiat Yamaha Team

Outras actualizações que o podem interessar ›