Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Inmotec revela detalhes sobre projecto para o MotoGP

Inmotec revela detalhes sobre projecto para o MotoGP

A empresa espanhola Inmotec está em Valência este fim-de-semana para apresentar o seu projecto para o MotoGP, esperando marcar presença no Campeonato do Mundo no próximo ano.

Depois de recentemente terem anunciado os seus planos para desenvolver motas para participar no MotoGP, a Inmotec revelou este fim-de-semana, durante o Grande Prémio Generali da Comunidade Valenciana, mais detalhes do seu projecto.

A mota da Inmotec, que foi inteiramente projectada e construída pela empresa espanhola, foi apresentada à comunicação social no circuito Ricardo Tormo na sexta-feira, podendo vir a tornar-se na primeira máquina espanhola a competir na Classe Rainha no próximo ano.

O director da empresa de Pamplona Oscar Gorria falou com o motogp.com na sexta-feira, revelando que a sua intenção é estrear a mota na próxima temporada, na corrida do circuito da Catalunha, a 04 de Julho, com o seu piloto de testes Iván Silva.

Explicando a história da Inmotec, Gorria adiantou: “O nosso projecto começou a desenhar-se em 2006, quando um grupo de amigos e engenheiros se juntaram. Depois, em 2007, tudo ficou mais definido, quando criámos formalmente a Inmotec, em Navarra (norte de Espanha). Começámos por aquilo que ao princípio era apenas um sonho, mas acabámos por perceber que era possível fazer uma mota de MotoGP.”

“Trabalhámos muito e o resultado é aquele que está hoje aqui. Desenvolvemos a máquina passo a passo. Agora que a mota foi apresentada, vamos fazer mais alguns testes nos próximos sete a oito meses e, depois, vamos correr em Julho, na Catalunha.”

Questionado sobre mais pormenores dos testes, Gorria acrescentou: “O plano é continuar a testar com Iván Silva, que corre para nós em Espanha e participar nos testes de MotoGP, partilhando a pista com motas de fábrica. Depois, quando começarmos a correr em Julho, continuaremos com Iván Silva.”

A Inmotec planeia igualmente correr em Misano, Brno, Balatonring e Valência no próximo ano, depois da Catalunha.”Em 2011 gostaríamos de ser uma fábrica de motas, com uma equipa de testes e fornecer material para uma equipa do Campeonato do Mundo competir com a nossa mota. Com isto quero dizer que gostaríamos de copiar o modelo das fábricas que participam no MotoGP”, acrescentou Gorria.

Além dos planos para o MotoGP, a Inmotec também pretende envolver-se na nova categoria de Moto2, embora primeiro vá apenas concentrar-se no Campeonato Nacional Espanhol.

“Temos um projecto de Moto2 e esperamos que em Março de 2010 a mota esteja pronta e vá para as pistas. De momento, o plano é correr com duas motas no CEV Buckler (Campeonato Nacional de Espanha) e desenvolver aí as motas”, concluiu Gorria.

Tags:
MotoGP, 2009, GP GENERALI DE LA COMUNITAT VALENCIANA

Outras actualizações que o podem interessar ›