Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Lorenzo termina segundo dia de testes no topo

Lorenzo termina segundo dia de testes no topo

Aos comandos do seu protótipo Yamaha M1 Jorge Lorenzo assinou a melhor volta do segundo dia de testes em Valência, o seu último dia dos três de testes agendados para o traçado espanhol.

Jorge Lorenzo foi o único piloto a bater a barreira do segundo 32 ao rodar hoje no Circuito Ricardo Tormo em 1m31,939s, garantindo o melhor tempo do segundo dia de testes pós temporada aos comandos da sua Yamaha M1.

Levando a cabo 62 voltas com a sua máquina de fábrica, ele e o seu companheiro de equipa na Fiat Yamaha Valentino Rossi testaram o novo chasses (o novo motor deverá estar disponível no próximo ano) e o espanhol bateu o tempo de Casey Stoner de segunda-feira por 0,256s.

Enquanto isso, aos comandos da Ducati Desmosedici, Stoner foi o segundo melhor depois de ter efectuado 44 voltas ao traçado, mais 12 que as que fez na segunda-feira, dando assim continuidade à afinação da máquina de 800cc.

O Campeão do Mundo Rossi surgiu em pista apenas durante a tarde, pouco antes das 14 horas, para levar a cabo as últimas horas aos comandos da M1 neste ensaio. O italiano rodou a pouco mais de meio segundo de Lorenzo.

Já Ben Spies continua concentrado em conhecer a sua moto Monster Yamaha Tech3 enquanto testou várias opções de pneus e jantes, mas a natureza experimental do trabalho não evitou que o texano assinasse o quarto melhor tempo do dia a pouco menos de meio segundo de Rossi. Já o seu companheiro de equipa Colin Edwards parece ter terminado o trabalho prematuramente devido a doença.

Nicky Hayden, que terminou a época em alta com a quinta posição na corrida de domingo, igualou esse mesmo resultado nas tabelas de tempos desta terça-feira depois de ter levado a cabo 84 voltas com a Ducati de fábrica. O Campeão do Mundo de 2006 testou a nova especificação de pneus traseiros da Bridgestone para 2010, assim como vários outros pilotos.

A suspensão Ohlins voltou a ser analisada por Dani Pedrosa, tal como pelo companheiro de equipa na Repsol Honda Andrea Dovizioso, que rodaram com os protótipos RC212V de 2010 neste segundo dia de testes. O vencedor da corrida de domingo, Pedrosa, foi o sexto melhor de terça-feira, com Dovizioso a ficar-se pela 12ª posição enquanto continuou a ajustar a distribuição de peso necessária devido ao realinhamento do seu motor. O italiano caiu pouco depois das 13 horas, mas voltou à pista pouco depois.

Randy de Puniet rodou com a sua RC212V enquanto a LCR Honda testou melhoramentos da suspensão e electrónica na máquina de 2009 do francês, tudo na tentativa de melhorar a afinação traseira da moto.

Mika Kallio (Pramac Racing), a testar com novo braço oscilante de alumínio, e Loris Capirossi (Rizla Suzuki) ficaram ambos dentro dos dez primeiros, assim como Marco Melandri cujo regresso à San Carlo Honda Gresini está a vê-lo rodar com a RC212V pela primeira vez depois de dois anos de ausência. O novo piloto da Pramac, Aleix Espargaró, continuou a familiarizar-se com a Ducati enquanto continua a tentar melhorar o 13º lugar de domingo.

Os quatro pilotos vindos das 250cc também ganharam mais experiência em pista, com Héctor Barberá a assinar o melhor tempo do quarteto. O valenciano usou a Desmosedici GP9 enquanto se acostumou à entrega de potência oferecida pelas máquinas de 800cc. O piloto da Aspar também passou a contar com três novos elementos vindos da Ducati Corse e completou 100 voltas, mais que qualquer outro nesta terça-feira.

As adatpações de Marco Simoncelli (79 laps), com a Gresini Honda, Álvaro Bautista (74), com a Rizla Suzuki, e Hiroshi Aoyama (88), com a Interwetten Honda, também correram bem.

Para ver os resultados completos do segundo dia do Teste Oficial de Valência clique aqui

Tags:
MotoGP, 2009

Outras actualizações que o podem interessar ›