Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Campeonato do Mundo atrai Fagerhaug

Campeonato do Mundo atrai Fagerhaug

O adolescente norueguês fala com o motogp.com sobre o acordo com a Worldwide Racing Team para roda com a Ongetta Team I.S.P.A. no Campeonato do Mundo de 125cc de 2010.

Sturla Fagerhaug vai correr pela Ongetta Team I.S.P.A. na classe de 125cc no próximo ano depois de ter assinado contrato de um ano com a formação italiana.

O jovem de 18 anos, que terminou a Red Bull MotoGP Rookies Cup deste ano em segundo lugar, vai contar com a companhia de mais um graduado da Academy na pessoa de Jonas Folger, que rodou pela Ongetta em 2009 e assegurou o prémio de Melhor Estreante do Ano.

Fagerhaug, que fez quatro corridas no Campeonato do Mundo de 2009 como wild card, começou a discutir a oportunidade de chegar a acordo com o patrão da Ongetta, Fiorenzo Caponera, durante o fim-de-semana do Estoril.

“Falámos com eles no Estoril, onde tivemos uma reunião e eles estavam interessados, mas nenhum de nós tinhas os meio económicos para tornar o acordo possível,” explicou Fagerhaug. “Depois encontrei mais alguns patrocinadores na Noruega e penso que a equipa também encontrou mais alguns apoiantes, pelo que nos fizeram uma boa oferta e assinámos com eles.”

“Ainda não tenho a certeza de quando vamos testar com a minha Aprilia RSW, mas vou mudar-me para Itália em Janeiro para treinar Motocross e Supermotard com a equipa.”

Folger teve também um papel no acordo de Fagerhaug, encorajando a sua equipa a olhar para o talentoso norueguês.

“Falei com o Jonas durante toda a época, somos bons amigos, e na verdade foi ele que puxou pela equipa e que lhes disse para falarem comigo,” disse Fagerhaug. “Ele ajudou-me muito no contacto com a equipa.”

A experiência da Red Bull Rookies Cup e das suas participações como wild card no Campeonato do Mundo em França, Catalunha, Portugal e Valência vão ajudar na transição, conforme o próprio Fagerhaug reconheceu.

“A Red Bull Rookie Cup é a principal razão pela qual estou no Campeonato do Mundo, foi uma grande ajuda,” disse. “Estive na competição durante três anos e aprendi muito. Também conheci alguns dos circuitos de Grandes Prémios, pelo que me vai ajudar. O passo para uma classe do Campeonato do Mundo é grande, pelo que vou ter de aprender muito para me dar bem.”

Tags:
125cc, 2009

Outras actualizações que o podem interessar ›