Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Jacque vs Nakano: Uma luta pelo título até ao fim

Jacque vs Nakano: Uma luta pelo título até ao fim

A luta pelo Campeonato do Mundo de 250cc de 2000 entre os companheiros de equipa da Chesterfield Yamaha Tech 3 foi levada até à última volta corrida da última corrida do ano em Phillip Island.

Protagonistas de um dos mais emocionantes finais de um Campeonato do Mundo, o gaulês Olivier Jacque e o seu companheiro de equipa nipónico Shinya Nakano levaram a sua luta pelo ceptro das quarto litro até aos derradeiros segundos da época de 2000.

Separados por apenas alguns pontos ao cabo de 15 corridas, a dupla chegou ao último embate do ano na Austrália sob forte tensão. Jacque acabou por ser o grande vencedor ao tirara partido do cone de ar para passar por Nakano e ganhar a corrida por 0,014s.

“Foi muito arriscado. Podia tê-lo ultrapassado antes, mas ele tinha tido uma época muito boa, uma corrida muito boa e também merecia o título, por isso apostei. Foi mesmo muito arriscado, a última curva, a última recta,” disse o francês numa entrevista em 2006.

Jacque também recordou claramente o que sentiu antes do início da corrida.

“Nas Austrália o vencedor do Campeonato podia ser o que terminasse à frente do outro,” acrescentou. “A pressão era muito elevada, recordo-me, mas era muito psicológica. Estávamos a partilhar o mesmo quarto trocávamos de roupa no mesmo sítio. Foi uma altura muito complicada porque precisamos mesmo de um local para descansar e concentrarmo-nos.”

Nakano lutou arduamente com Jacque para provar o seu valor e levou o companheiro de equipa ao limite e até ao final.

“A equipa era toda francesa e o Olivier também por isso, se estivesse sempre atrás dele não teria nada. Foi por esse motivo que tentei mostrar todo o meu potencial à formação e foi por isso que em todas as corridas e em todas as voltas dei tudo para terminar à frente dele,” disse Nakano.

“Ainda me recordo desta corrida,” continuou, dando atenção à decisão do ceptro. “Antes da corrida a minha estratégia era, é claro, fazer o meu melhor e dar tudo desde a primeira volta. Não rezei, apenas fui para a pista e esperei conseguir o resultado certo.”

No vídeo que lhe apresentamos pode ver as entrevistas dos dois pilotos, bem como imagens de ambos em pista. Amanhã o motogp.com recorda a rivalidade dos italianos Valentino Rossi e Max Biaggi.

Tags:
MotoGP, 2010

Outras actualizações que o podem interessar ›