Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Os estreantes de 2010 do MotoGP: Álvaro Bautista

Os estreantes de 2010 do MotoGP: Álvaro Bautista

O Campeão do Mundo de 125cc de 2006 estreia-se na classe de MotoGP na próxima época, alinhando ao lado do veterano da categoria rainha Loris Capirossi aos comandos da Suzuki de fabrica.

O MotoGP dá as boas vindas a mais uma piloto das 250cc em 2010, com a estrela espanhola Álvaro Bautista a subir à categoria rainha.

O jovem de 25 anos conta já com sete temporadas completas no Campeonato do Mundo, tendo-se estreado em 2002 em Espanha e com o primeiro pódio a surgir na sua segunda época completa em 2004, com o segundo posto em Donington e mais três pódios que o levaram ao sétimo posto da geral.

Seguiu-se uma temporada difícil antes de Bautista responder com um impressionante ano de 2006 em que garantiu o ceptro com oito vitórias e um total de 14 pódios. Uma primeira pole no Qatar e uma vitória perante o seu público na Catalunha foram dois dos pontos altos da memorável época.

No ano seguinte Bautista foi quarto nas 250cc ao cabo de três pódios nas quatro primeiras corridas e garantiu o primeiro triunfo na categoria em Itália após intensa luta com Jorge Lorenzo e Alex de Angelis. A sua boa forma também lhe garantiu o título de Melhor Estreante do Ano.

Depois disso Buatista esteve perto do título enquanto lutou com Marco Simoncille. Um triunfo em Portugal fez dele o favorito depois de ter caído e desistido na última volta da prova anterior em Espanha, mas acabou por perder a corrida ao ceptro apesar de quatro vitórias e um total de 11 pódios em 2008.

A última temporada de Bautista nas 250cc foi frustrante, já que após forte início com vitórias no Japão e Catalunha perdeu terreno com uma queda em Assen, a primeira de três desistências que lhe tiraram as esperanças de lutar pela coroa e ficou-se pelo quarto posto final.

A sua primeira experiências aos comandos do protótipo Suzuki GSV-R no teste pós temporada, em Valência, foi positivo, e o segundo ensaio no Estoril pouco tempo depois permitiu-lhe completar mais de 200 voltas para se acostumar à máquina de 800cc.

Com dois anos de contrato assinado com a formação de MotoGP, Bautista vai tentar tornar a moto oficial da Suzuki novamente competitiva enquanto alinha ao lado de Loris Capirossi em 2010.

Tags:
MotoGP, 2010, Alvaro Bautista

Outras actualizações que o podem interessar ›