Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Bridgestone regressa à acção no primeiro teste

Bridgestone regressa à acção no primeiro teste

No primeiro teste da época 2010 de MotoGP, com novas motos, novas equipas e novos pilotos, os pneus Bridgestone apresentaram prestações fortes na tradicional mistura de elevadas temperaturas da pista e chuva da Malásia e permitiram aos quatro primeiros de cada dia assinarem tempos mais rápidos que o actual recorde do circuito.

Enquanto as motos eram novas, os pneus fornecidos pela Bridgestone tinham exactamente as mesmas especificações usadas no Grande Prémio da Malásia do ano passado, dando às equipas um elemento já conhecido para as ajudar nas afinações.

Em condições de seco e molhado nos dois dias, os pilotos tiveram a oportunidade de ganhar experiência com slicks e compostos duros de chuva. Muitos pilotos começaram a rodar no seco com slicks macios, mas favoreceram depois os duros pela sua maior durabilidade enquanto as temperaturas da pista chegaram às 55ºC.

O teste foi também uma importante oportunidade para a Bridgestone trabalhar de perto com todas as novas formações e pilotos que entram para o campeonato este ano.

O papel dos engenheiro da Bridgestone é ainda mais importante esta época dada a redução para apenas seis dias de testes ao longo da temporada. Com o tempo em pista a valer ouro, o manancial de informação e compreensão que os engenheiros podem dar a cada piloto podem desempenhar papel significante na escolha dos melhores compostos e também no que toca a encontrar a melhor afinação para cada moto e piloto o mais depressa possível. Isto pode ser particularmente benéfico para os estreantes de MotoGP que têm pouca experiência com borras Bridgestone na categoria rainha.

Tohru Ubukata – director do Departamento de Desenvolvimento de Pneus de Motos
“Estou contente com a forma como o teste correu do ponto de vista dos pneus, tanto em termos de prestação imediata, como de durabilidade. Viemos que os nossos pneus ainda servem para todas as novas motos dos fabricantes e o Jorge fez a distância de corrida no final do dia com tempos consistentes, o que é bom.”

“Optámos por usar as mesmas especificações de pneus do Grande Prémio do ano passado para ajudarmos as equipas na afinação das suas motos mantendo as borrachas constantes, tornando assim os dados existentes mais válidos. O que também foi importante durante este teste, e será em todos os eventos desta época, foi trabalhar de perto com todas as equipas e pilotos para os ajudarmos a tirar o máximo partido do limitado tempo de testes e de pista.”

Tags:
MotoGP, 2010

Outras actualizações que o podem interessar ›