Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Benson contente com “produtivos” progressos de Redding

Benson contente com “produtivos” progressos de Redding

O chefe de equipa de Scott Redding, da Marc VDS Racing Team, está contente com a forma como o britânico está a trabalhar na Suter MMX e está desejoso pelo teste oficial de Valência.

Após a primeira experiência de trabalho em conjunto ao serviço da Marc VDS Racing Team, a avaliação de Pete Benson do teste da semana passada no Circuito da Catalunha foi a de “uns dias produtivos” para Scott Redding.

O jovem britânico rodou pela primeira vez com o chassis Suter que vai utilizar na época 2010 da Moto2 em Montmelá e Benson ficou satisfeito com os resultados alcançados, apesar das difíceis condições climatéricas.

“Foi muito produtivo, foi a primeira vez que trabalhámos juntos e o primeiro contacto com a moto, e que só organizado na semana passada,” disse Benson ao motogp.com. “O tempo não esteve muito bom e o primeiro dia foi meio molhado, meio seco, mas ontem (quinta-feira) esteve bom e o Scott fez algumas voltas. Trata-se apenas de compreender a moto e o piloto e tentar arranjar um plano para Valência, pelo que até ao momento está a correr tudo bem.”

Montmeló trouxe alguns pequenos problemas para trabalhar para Valência, onde Redding e outros pilotos de Moto2 vão receber os motores oficiais Honda com que vão rodar em 2010.

Benson continuou: “Encontrámos algumas áreas que temos de trabalhar, mas de momento trata-se mais da adaptação do Scott à moto. Ele tem de continuar e ir para a pista e fazer boas longas tiradas e temos algumas coisas planeadas para Valência, pelo que se o tempo estiver bom vamos experimentar algumas — apenas acertos de chassis para o Scott se sentir mais confortável com a moto. Há algumas vibrações com as quais ele não está contente e temos de trabalhar nisso. Creio que é nisso que vamos ter de nos concentrar mais: tentar resolver esse problema.”

Benson, que traz à Moto2 grande experiência de MotoGP, diz que há uma grande diferença entre a nova classe intermédia e a categoria rainha.

“Até ao momento tem sido muito tranquilo,” disse. “É muito diferente; não há electrónica, nem afinação de motor, não há relações de caixa — é muito mais simples. Mas vamos ter de ser muito bons com as afinações de chassis e coisas desse género porque é isso que vai fazer a diferença entre as motos.”

Além do experiente Benson, Redding contará também com o técnico de suspensões Öhlins de Valentino Rossi, Mike Norton, a trabalhar com ele em 2010.

Tags:
Moto2, 2010, Scott Redding, Marc VDS Racing Team

Outras actualizações que o podem interessar ›