Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Hernández encontrou espaço entre os mais rápidos

Hernández encontrou espaço entre os mais rápidos

Novo no palco do Campeonato do Mundo, o piloto da Blusen STX já esteve entre os mais rápidos nos testes de pré época de Moto2.

Pode ser um dos estreantes no Campeonato do Mundo, mas após o ensaio privado da Catalunha e os dois testes oficiais de Valência e Jerez, Yonny Hernández colocou o seu nome na lista dos candidatos ao título de Moto2. O piloto da Blusens STX surpreendeu muitos com a sua prestação nos testes e é agora um dos nomes de que se fala na nova categoria intermédia.

Hernández terminou o teste de Valência com o nono tempo oficial, a menos de um segundo do mais rápido, Julián Simón, e depois dos três dias o colombiano mostrou-se muito contente com a sua prestação.

“Estar nos dez primeiros no primeiro teste oficial é muito positivo, principalmente porque ainda rodei pouco com esta moto,” disse. “Tivemos alguns problemas com vibrações e tracção traseira, mas resolvemos tudo e senti-me sempre cada vez mais confortável.”

Apenas 72 horas horas mais tarde Hernández estava de regresso à moto em Jerez, onde também não demorou a registar bons tempos.

“Não foram dias perfeitos,” disse o jovem de 21 anos que terminou o teste de Jerez com o segundo melhor tempo. “No primeiro dia não rodámos porque a equipa não queria arriscar, mas no final optámos por ir para a pista. Isto deveu-se ao facto de necessitar de experiência no molhado com a Moto2, principalmente porque caí duas vezes em Montmeló nessas condições quando rodei pela primeira vez. Um claro contraste com as condições de seco onde me dei muito bem, apesar de ter tido alguns problemas de vibrações na frente.”

O talentoso Hernández está desejoso por voltar à pista em Jerez para o último teste de pré época marcado para 27 a 29 de Março, onde esperar tirar o máximo partido do tempo de pista. Ele continua reservado quanto às suas possibilidades de lutar pelo título, mas tem ideias claras quanto à época que se aproxima.

“Podemos dar-nos bem este ano,” disse. “Isso não quer dizer que podemos vencer ou estar na frente porque agora não é o momento para o dizer, mas é o meu primeiro ano e penso que ficar entre os dez primeiros será positivo.”

Tags:
Moto2, 2010, MZ Racing Team

Outras actualizações que o podem interessar ›