Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Ucrânia entra para o Mundial através de Vladimir Ivanov

Ucrânia entra para o Mundial através de Vladimir Ivanov

A presença do piloto no Team Gresini de Moto2 aumenta o número de nacionalidades da nova categoria intermédia para 19.

Pela primeira vez a Ucrânia vai ter um piloto no MotoGP, com Vladimir Ivanov a entrar para o pelotão do Campeonato do Mundo de Moto2 com o Team Gresini. Em resultado disso, a categoria vai ser uma luta ainda mais internacional com um total de 19 países representados.

Nascido em São Petersburg, mas com nacionalidade ucraniana, Ivanov tem sido uma das surpresas da pré época. No teste oficial de Valência foi o sétimo mais rápido dos três dias, apenas a nove décimos do líder Julián Simón, apesar de ter rodado com a sua Moriwaki pela primeira vez apenas alguns dias antes no ensaio privado de Misano. No segundo teste oficial em Jerez o tempo fez com que não brilhasse, mesmo assim terminou a menos de dois segundos do mais rápido, o companheiro de equipa Toni Elías.

Ivanov, que fez 27 anos no final de Janeiro, estreia-se no Campeonato do Mundo depois de ter ganhou o Campeonato Russo de Supersport em 2003 e 2004. Em 2006 somou dois pódios no Campeonato da Alemanha, no ano seguinte três e em 2008 foi segundo da geral com quatro vitórias.

A sua presença no Team Gresini surge com o apoio do Circuito Crimea de Grandes Prémios, cuja construção teve início em 2009 no distrito de Sakskiy, na República Autónoma da Crimea, a única república autónoma da Ucrânia.

”É muito importante para mim poder juntar-me ao projecto de Moto2 do Team Gresini, uma das mais prestigiadas equipas do Campeonato do Mundo,” disse Ivanov. “Tenho muita experiência em motos a 4 tempos, pelo que estou convencido que posso ser rápido na Moto2. Estou muito contente por poder fazer parte de uma equipa com um piloto tão experiente como o Toni Elías, que, sem dúvidas, me vai ajudar a atingir bons resultados.”

O patrão da equipa, Fausto Gresini, disse: “Este é um desafio totalmente novo para o Vladimir e ele já está a absorver o entusiasmo que esta equipa tem dados aos seus pilotos durante muitos anos. Estou certo que ele está no lugar correcto para atingir bons resultados. Ele tem muita experiência com motos a 4 tempos e isso vai ajudá-lo a adaptar-se facilmente à Moto2.”

Tags:
Moto2, 2010, Vladimir Ivanov, Gresini Racing Moto2

Outras actualizações que o podem interessar ›