Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Aoyama com um pouco mais de trabalho depois do último Teste

Aoyama com um pouco mais de trabalho depois do último Teste

O estreante da Interwetten Honda MotoGP Hiroshi Aoyama trabalhou contra o relógio no Qatar para tentar encontrar uma melhor afinação para a sua RC212V a tempo do início da época.

Um difícil segunda noite no último Teste de pré-época no Qatar para Hiroshi Aoyama não foi o bastante para afectar o espírito do nipónico, que deixou o circuito de Losail optimista antes do início da primeira corrida da nova campanha.

Problemas com a aderência traseira causaram dificuldades ao piloto da Interwetten Honda MotoGP e a sua equipa foi incapaz de o resolver antes do final da noite de sexta-feira, mas melhorias na frente do protótipo foi um ponto positivo para o Campeão do Mundo de 250cc.

“Esta segunda noite no Qatar foi algo dura para nós, mas começámos a trabalhar um pouco na afinação — ontem foi apenas para aprender a pista,” disse Aoyama. “Melhorámos as sensações na frente e a aderência também foi positiva para nós, mas tivemos um pequeno grande problema com a traseira, pelo que vamos tentar encontrar a solução.”

Ele acrescentou: “No tempo que tivemos aqui não conseguimos encontrar a solução certa, pelo que foi algo duro. Continuámos a trabalhar e vamos ver quanto é que conseguimos melhorar na semana da corrida.”

A equipa de Aoyama vai agora analisar os dados recolhidos nas duas noites do Teste para ver se há melhoramentos que possam ser feitos antes da primeira corrida da campanha a 11 de Abril no Qatar — a sua estreia na categoria rainha.

O chefe de equipa de Aoyama, Tom Jojic, disse: “A segunda noite de Teste não foi fácil para nós. Ainda não estamos onde temos de estar nesta pista e o Hiro necessita de algumas voltas com os pilotos rápidos para aprender com eles. Mas apesar dos problemas que tivemos com a traseira conseguimos melhorar as sensações na frente da moto e isso é um ponto positivo em relação a este Teste. Ele estava muito mais contente hoje que ontem.”

Jojic acrescentou: “Não tenho a certeza quanto ao que devemos esperar do Grande Prémio e não quero dizer nada, mas penso que um resultado nos dez primeiros seria uma meta realista.”

Tags:
MotoGP, 2010, Hiroshi Aoyama, Interwetten Honda MotoGP

Outras actualizações que o podem interessar ›