Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Cluzel começa carreira na Moto2 com repetição de pódio em Losail

Cluzel começa carreira na Moto2 com repetição de pódio em Losail

Segunda na corrida de 250cc no Qatar no ano passado, o francês iniciou a campanha no Campeonato do Mundo de Moto2 de forma soberba com o terceiro posto na primeira prova da época de 2010, o Commercialbank Grande Prémio do Qatar.

Jules Cluzel começou o Campeonato do Mundo de Moto2 e a respectiva corrida ao ceptro com a Forward Team com um sólido pódio no Qatar ao garantir o terceiro lugar em Losail.

O gaulês levou a cabo partida similar à que efectuou nas 250cc em 2009 ao garantir o segundo posto sob as luzes artificiais de Losail e este ano teve de lutar muito para assegurar bom conjunto de pontos para o Campeonato.

“Estou muito contente. Isto é especial porque estive no pódio no ano passado,” disse Cluzel. “Nessa altura ninguém me conhecia. Creio que desta vez é diferente porque temos todos o mesmo motor. Tenho boa equipa e bom chassis, mas não foi fácil porque somos 41.”

Com forte início desde a segunda linha da grelha, Cluzel liderou os momentos iniciais da corrida e nunca esteve fora do grupo da frente, aquele em que se incluíam o eventual vencedor Shoya Tomizawa, Alex Debón e o quarto classificado Toni Elías.

Contudo, a corrida de Cluzel não foi livre de dramas, já que o piloto teve alguns problemas técnicos que exigiram concentração acrescida. Ele disse: “Tive problemas com a roda frontal na qualificação e repetiram-se durante a corrida, mas concentrei-me em terminar. O pódio é importante e estou mesmo muito contente com ele. Foi uma corrida difícil: escorreguei por duas vezes e quase caí. Depois disso disse a mim próprio que era altura de ter calma e chegar ao fim.”

Já bem perto do final o piloto envolveu-se numa batalha pelo segundo posto com Debón, o que o levou a comentar: “Pensei que podia passar o Alex na última volta, mas cometi um erro. O terceiro lugar não é mau resultado. O pódio é importante. Houve a possibilidade de terminar em segundo, talvez mesmo de ganhar, mas o Alex e o Tomizawa estavam rápidos. Vamos ver nas próximas corridas, mas penso que estamos em boa posição para o Campeonato. Vamos tentar ganhar a próxima corrida.”

Tags:
Moto2, 2010, COMMERCIALBANK GRAND PRIX OF QATAR, Jules Cluzel, Forward Racing

Outras actualizações que o podem interessar ›