Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Nakano de volta a uma moto de Grande Prémio

Nakano de volta a uma moto de Grande Prémio

O antigo piloto testou protótipos de Moto2 em Motegi e dá a sua opinião sobre a nova categoria intermédia neste vídeo.

Após 13 épocas como profissional, 11 delas no Campeonato do Mundo, Shinya Nakano anunciou a saída da competição em Outubro passado. O vice-Campeão do Mundo de 250cc de 2000 manteve o contacto com o desporto desde então ao desempenhar o papel de relações públicas do Grande Prémio do Japão e há poucas semanas voltou a vestir o fato mais uma vez.

Desta feita, a actividade de Nakano deveu-se a um teste organizado pela Mobilityland, os promotores do GP do Japão, e no qual os jornalistas tiveram a oportunidade de rodar com as Moto2 produzidas pela Moriwaki, TSR e Burning Blood no circuito Twin Ring Motegi.

“Tenho de admitir que foi uma surpresa agradável. Pensei que a moto fosse um pouco como a Honda CBR, mas na verdade é mesmo uma moto de corridas. Está muito próxima das máquinas de MotoGP e 250cc,” disse Nakano depois dos seu primeiro contacto com a 600cc de Moto2.

“As sensações que a moto dá e a necessidade de trabalhar na afinação vão garantir o surgimento de bons pilotos de MotoGP. A igualdade do lado mecânico também nos vai permitir ver corridas muito divertidas,” acrescentou Nakano.

Nakano esteve perto da gloria com a Tech3 em 2000, ano em que foi vice-Campeão de 250cc, e a equipa desenvolveu o seu próprio protótipo para a classe de Moto2.

“Conheço-os bem, gostam de testar as suas próprias soluções, mas no MotoGP não o podem fazer porque têm de respeitar a direcção traçada pelo construtor,” disse. “Agora podem desenvolver a sua imaginação e estou também convicto que podem fazer um grande trabalho.”

Tags:
Moto2, 2010

Outras actualizações que o podem interessar ›