Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Lorenzo muito animado enquanto Rossi roda além da dor

Lorenzo muito animado enquanto Rossi roda além da dor

Os pilotos da Fiat Yamaha ficaram em segundo e quinto na primeira sessão de treinos livres de Jerez, ambos com sensações diferentes.

Jorge Lorenzo terminou a primeira sessão de treinos livres do Grande Prémio bwin de Espanha muito contente com o funcionamento da sua Yamaha M1 depois de ter assinado o segundo melhor tempo do dia. Já para o seu companheiro de equipa Valentino Rossi a experiência não foi tão prazenteira uma vez que continuou a sentir dores no ombro lesionado. Ainda assim, terminou em quinto.

Lorenzo garantiu a pole na categoria rainha em Jerez nas duas últimas épocas e agora que tenta a terceira consecutiva já não se queixa de dores na mão que lesionou na pré-época, isto além de se ter mostrado muito contente com a forma como correu esta sexta-feira.

"Estou mesmo contente com este primeiro dia,” disse Lorenzo, que ficou apenas a 0,144s do ritmo imposto por Casey Stoner em FFP1. “Correu tudo bem e já não tenho dores na mão. Sinto-me tão bem na moto como no ano passado quando garanti a pole, se bem que o meu objectivo é garantir que volto a cometer o mesmo erro na corrida! Sinto sempre que rodo bem aqui e estou com bom ritmo; com algumas pequenas alterações podemos ser ainda melhores. Não acredito que exista a máquina de MotoGP perfeita, mas a nossa Yamaha está claramente perto, talvez só precise de um pouco mais de velocidade de ponta.”

Ele concluiu: “Amanhã quero melhorar o meu ritmo um pouco mais para estar no 1m39s de forma consistente; estou excitado com o fim-de-semana."

A meta de Rossi era ver o quão forte se sentia na moto após o recente acidente de treino em Motocross e do qual resultou a lesão no ombro, e o Campeão do Mundo manteve-se no ritmo para assinar a quinta marca da sessão a 0,628s de Stoner.

O italiano, que fez 25 voltas, disse: “O ombro está um pouco dorido, especialmente nas duas ou três zonas de travagem forte, mas o mais importante é que posso rodar! É claro que as dores tornam tudo mais difícil, mas hoje consegui fazer 25 volta sem analgésicos e as dores não pioraram com o passar do tempo. Não tomei analgésicos porque queria avaliar a situação e, assim, amanhã e no domingo penso tomar alguma coisa.”

Virando a atenção para o lado técnico, Rossi disse: “Hoje usámos duas afinações diferentes e agora vamos escolher a direcção que vamos tomar no resto do fim-de-semana. Temos de encontrar um pouco mais de aderência traseira para sermos mais competitivos, isto por que neste momento estamos a perder mais tempo com isto do que com o ombro."

Tags:
MotoGP, 2010, GRAN PREMIO bwin DE ESPAÑA, Valentino Rossi, Jorge Lorenzo, Fiat Yamaha Team

Outras actualizações que o podem interessar ›